Brasil

Comitê criado pela Vale diz que Brumadinho tinha problemas há 25 anos

Segundo o relatório, a tragédia ocorreu devido a fenômeno em que o rejeito sólido se converte em fluido

[Comitê criado pela Vale diz que Brumadinho tinha problemas há 25 anos]
Foto : Reprodução / TV Globo

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 19:30

 

O Comitê Independente de Assessoramento Extraordinário de Apuração (CIAE-A), instituído pelo Conselho de Administração da Vale para apurar causas e responsabilidades do rompimento da barragem de Brumadinho (MG), concluiu seu relatório final. O documento de 50 páginas, divulgado ontem (21) no site da mineradora, mostra que a estrutura tinha problemas há 25 anos.

A barragem B1, na Mina Córrego do Feijão, se rompeu em 25 de janeiro do ano passado. Desde então, 259 corpos foram resgatados e 11 pessoas continuam desaparecidas. A criação do comitê foi anunciado pela Vale dois dias após a tragédia.

De acordo com o relatório, a tragédia ocorreu por instabilidade estrutural com liquefação, fenômeno em que o rejeito sólido se converte em fluido. Os problemas existiam desde a época em que a Mina Córrego do Feijão pertencia à Ferteco Mineração. A Vale comprou a estrutura em 2001.

"Desde 2003, a Vale tinha informações que indicavam a condição de fragilidade da B1, além de informações anteriores à aquisição da Ferteco", registra o documento.

Notícias relacionadas