Brasil

No Dia do Meio Ambiente, MP diz que governo Bolsonaro causou 'crescimento vertiginoso dos danos ambientais'

“São o resultado lógico e esperado de uma série de medidas e ações desconstrutivas e omissões”, diz a nota

[No Dia do Meio Ambiente, MP diz que governo Bolsonaro causou 'crescimento vertiginoso dos danos ambientais' ]
Foto : Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 05 de Junho de 2020 ⋅ 15:20

A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal divulgou nota hoje (5), data em que é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, em que aponta preocupação com "crescimento vertiginoso dos danos ambientais" causados pela atual política ambiental do país.

“Esses danos visíveis e em franca expansão não constituem obra do acaso; pelo contrário, são o resultado lógico e esperado de uma série de medidas e ações desconstrutivas e omissões”, diz a nota.

O documento elenca como preocupantes: 

  • o aumento do desmatamento ilegal e das queimadas nos variados biomas; 
  • a ocupação ilícita de terras públicas; 
  • a propagada flexibilização de normas e regramentos infralegais; 
  • nomeações sem critérios técnicos para importantes cargos; 
  • diminuição da transparência com a retirada de informações relevantes de sítios eletrônicos; corte orçamentário; 
  • desestruturação da fiscalização; o represamento de multas; 
  • a liberação da exportação de madeira nativa; 
  • e a aprovação de despacho que legaliza a exploração de áreas da Mata Atlântica ocupadas irregularmente (revogado ontem).

Em uma publicação em sua conta no Facebook hoje, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil é o "país que mais preserva o meio ambiente do mundo" e que é "injustamente o mais atacado".

Notícias relacionadas