Brasil

Covid-19: mais de 2 mil indígenas foram contaminados e 82 morreram

Casos do novo coronavírus foram registrados em 500 aldeias, que correspondem a 8,5% dos 5.852 povoados existentes no Brasil

[Covid-19: mais de 2 mil indígenas foram contaminados e 82 morreram]
Foto : Ascom/Ministério da Saúde

Por Kamille Martinho no dia 09 de Junho de 2020 ⋅ 21:00

Desde o início da pandemia, 2.085 indígenas aldeados já foram contaminados com o novo coronavírus e 82 morreram em decorrência da covid-19. Outros 466 ainda são casos suspeitos e estão em investigação, enquanto 1.747 tiveram a contaminação descartada. Os dados - apresentados hoje (9) durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto - referem-se apenas aos indígenas que vivem em aldeias.

Casos do novo coronavírus foram registrados em 500 aldeias, que correspondem a 8,5% dos 5.852 povoados existentes no Brasil. Os distritos indígenas com mais infectados são do Alto Rio Solimões (AM) (444), do Ceará (158), do Maranhão (148), do Alto Rio Negro (AM) (141) e de Manaus (AM) (128).

"O distrito que mais nos preocupa é o Alto Rio Solimões, que concentra 21% dos casos. Outro que nos preocupa é o Alto Rio Negro. E o terceiro é o Vale do Javali, que concentra a maior população de indígenas isolados”, afirmou o secretário especial de Atenção Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos.

Notícias relacionadas