Brasil

Itamaraty lamenta morte do diplomata Paulo Cesar de Oliveira Campos

Ele foi chefe do cerimonial durante o governo Lula e embaixador do Brasil na Espanha e na França

[Itamaraty lamenta morte do diplomata Paulo Cesar de Oliveira Campos]
Foto : Geraldo Magela/ Agência Senado

Por Cristiele França no dia 11 de Julho de 2020 ⋅ 17:06

O Itamaraty divulgou hoje (11), uma nota lamentando a morte do diplomata Paulo Cesar de Oliveira Campos. "O Ministério das Relações Exteriores expressa aos familiares e amigos do embaixador Paulo Campos sua solidariedade e sentidas condolências", disse a nota do Itamaraty. "O Embaixador Paulo Campos ingressou no Serviço Exterior Brasileiro em 1975. Serviu nos Estados Unidos, Japão e Alemanha, foi Cônsul-Geral em Londres e Embaixador na Espanha e na França. Sua dedicação e talento, ao longo de 45 anos de serviço, são amplamente reconhecidos", afirmou o Itamaraty.

Cônsul-geral do Brasil em São Francisco, POC, como era conhecido pelos amigos, moprreu ontem aos 67 anos. Ele estava tratando um câncer, que atingiu os pulmões e a garganta. O tratamento, iniciado nos Estados Unidos, foi prosseguido em São Paulo, para onde o cônsul se mudou com o objetivo de ficar perto da família.

O diplomata foi chefe do cerimonial no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também foi embaixador do Brasil na Espanha e na França durante os governos de Lula e Dilma Rousseff. Em nota, Lula afirmou que Paulo Cesar "foi também um importante conselheiro, com uma percepção marcada pelo bom senso e por forte empatia com as pessoas". O ex-presidente destacou que o diplomata desempenhou na Espanha e na França "um papel fundamental e estratégico, ajudando a construir a imagem de um Brasil que era admirado e respeitado em todo o mundo".
 

Notícias relacionadas