METROPOLE

Domingo, 09 de maio de 2021

Brasil

Padre Robson movimentou R$ 1,9 bilhão usando duas filiais da Afipe, diz MP

O Ministério Público apura se o dinheiro doado por fiéis foi desviado pelo padre para compra de imóveis

Padre Robson movimentou R$ 1,9 bilhão usando duas filiais da Afipe, diz MP

Foto: Reprodução/TV Globo

Por: Kamille Martinho no dia 28 de agosto de 2020 às 14:00

O padre Robson de Oliveira movimentou R$ 1,9 bilhão em nove anos usando empresas com nomes semelhantes à da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) nas quais ele era o único responsável. O Ministério Público apura se o dinheiro doado por fiéis foi desviado pelo padre para compra de imóveis.

Segundo o G1, as investigações mostram que a Afipe, fundada em 2004 por Robson e que tem uma diretoria, recebeu, entre 2010 e 2018, R$ 74,8 milhões. Uma segunda associação, criada em 2009 pelo padre, recebeu R$ 255,4 milhões em nove anos. Já uma terceira entidade, também fundada pelo sacerdote, arrecadou R$ 1,7 bilhão no mesmo período.

Os promotores apontam que o padre se apropriou de “valores arrecadados pelas entidades, desafiando e ignorando a finalidade da criação dessas pessoas jurídicas, e mais, utilizou-se dos imóveis da associação em proveito próprio e de terceiros”.

Segundo as investigações, a Afipe usou o dinheiro para comprar diversos imóveis, como fazendas, uma delas avaliada em R$ 90 milhões, e uma casa de praia na Bahia, e até um avião. Ao todo, foram 1,2 mil transações imobiliárias.

TV METRO

Entrevistas

Roberto Coelho

Em 07 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Padre Robson movimentou R$ 1,9 bilhão usando duas filiais da Afipe, diz MP - Metro 1