Segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Brasil

'Operação Matáá' da PF busca responsáveis por queimadas no Pantanal

Ação foi denominada Matáá, que significa fogo no idioma guató, em referência aos índios pantaneiros Guatós que vivem nas proximidades das áreas atingidas

'Operação Matáá' da PF busca responsáveis por queimadas no Pantanal

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Por: Kamille Martinho no dia 14 de setembro de 2020 às 10:40

A Polícia Federal (PF) em Mato Grosso do Sul deflagrou na manhã de hoje (14), em Corumbá e em Campo Grande, buscas pelos responsáveis por queimadas nas áreas de preservação permanentes e na Serra do Amolar, no Pantanal sul-mato-grossense. A operação, denominada Matáá, cumprirá 10 mandados de busca e apreensão. Não foram expedidos mandados de prisão, mas podem ocorrer prisões em flagrantes nos locais das buscas.

Segundo o G1, a PF não deu detalhes sobre os responsáveis. Entretanto, afirmou que os suspeitos de colocarem fogo na região poderão responder pelos crimes de dano a floresta de preservação permanente, dano direto e indireto a unidades de conservação, incêndio e poluição, cujas penas somadas podem ultrapassar 15 anos de prisão.

A operação foi denominada Matáá - que significa fogo no idioma guató - em referência aos índios pantaneiros Guatós que vivem nas proximidades das áreas atingidas.

'Operação Matáá' da PF busca responsáveis por queimadas no Pantanal - Metro 1