Brasil

Dossiê mostra censura e governismo em reportagens da EBC, ligada ao governo federal

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, foram 138 denúncias que envolvem supressão de coberturas e interdição de fontes

[Dossiê mostra censura e governismo em reportagens da EBC, ligada ao governo federal]
Foto : Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 18 de Setembro de 2020 ⋅ 12:40

Uma comissão de funcionários da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) e representantes de sindicatos de jornalistas e radialistas de São Paulo, do Rio de Janeiro e do Distrito Federal contabilizaram 138 denúncias de “censura ou governismo” em pautas e matérias da empresa realizadas de janeiro de 2019 a julho de 2020. O levantamento também é assinado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). A informação é da coluna de Mônica Bergamo, na Folha. A EBC, vinculada ao governo, tem TV, rádios e agência de notícias.

Segundo o dossiê, a empresa deixou de cobrir fatos ligados ao assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, além de violação dos direitos indígenas e interdição de fontes como a Anistia Internacional e a Human Rights Watch. O relatório também aponta que temas como desmatamento da Amazônia, negacionismo científico sobre a Covid-19 e histórias de perdas relacionadas à doença sequer entraram em pauta.

O balanço também denuncia publicações protecionistas em relação ao ex-ministro Abraham Weintraub, da Educação, e à ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos. Questionada pela coluna, a EBC não respondeu​.

O levantamento se baseia em relatos enviados por meio de formulário online e será encaminhado a organizações da sociedade civil.

Notícias relacionadas