Brasil

PF e Receita descobrem propinas milionárias a três auditores federais e um fiscal da Fazenda de São Paulo

Operação deflagrada hoje apura crimes como lavagem de dinheiro, sonegação tributária, associação criminosa e falsidade ideológica

[PF e Receita descobrem propinas milionárias a três auditores federais e um fiscal da Fazenda de São Paulo]
Foto : Divulgação/Polícia Federal

Por Metro1 no dia 22 de Outubro de 2020 ⋅ 08:23

A Polícia Federal e a Receita deflagram na manhã de hoje (22) a Operação Triuno, para investigar suposto pagamento de propina a três auditores federais e um estadual, em São Paulo. A ação apura crimes de lavagem de dinheiro, sonegação tributária, associação criminosa, embaraço à investigação, corrupção, evasão de divisas e falsidade ideológica.

São cumpridos 14 mandados de busca e apreensão: um na cidade do Rio de Janeiro (RJ), dez em São Paulo, dois em Barueri e um em Santo André (SP). De acordo com a PF, a ofensiva concentra três novas fases da Operação Descarte – 8ª, 9ª e 10ª – que possuem apurações conexas relacionadas a três empresas.

A apuração confirmou que três auditores fiscais fiscalizaram duas empresas em 2014 e 2015. De acordo com os investigadores, elas simularam a contratação do escritório de advocacia e de empresas de assessoria ligados aos auditores, para prestação de serviços jurídicos e de consultoria para pagamento de R$ 4,7 milhões.

“Esses valores foram convertidos em dinheiro em espécie, mediante sucessivas transferências para empresas controladas ou relacionadas ao escritório de advocacia até chegar em empresas controladas por doleiros, para pagamento aos três fiscais que, supostamente, não incluíram todos os tributos devidos nas autuações lavradas em razão das mencionadas fiscalizações”, aponta a PF.

Notícias relacionadas