METROPOLE

Segunda-feira, 17 de maio de 2021

Brasil

Butantan diz que Anvisa retarda importação de matéria-prima para fabricação da vacina chinesa no Brasil

Instituto enviou pedido formal de liberação excepcional da importação do produto no dia 23 de setembro e recebeu hoje (22) a informação de que o assunto só será tratado no dia 11 de novembro

Butantan diz que Anvisa retarda importação de matéria-prima para fabricação da vacina chinesa no Brasil

Foto: Divulgação/Governo de SP

Por: Geovana Oliveira no dia 22 de outubro de 2020 às 21:00

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, a Anvisa tem retardado a autorização para a importação da matéria-prima que possibilitará a fabricação da vacina chinesa no Brasil. As informações são da Folha de S.Paulo.

O instituto planejava receber em outubro 6 milhões de doses do imunizante Coronavac já prontos e fabricar no Brasil, até dezembro, as outras 40 milhões a partir da matéria-prima que chegaria da China.

Covas afirma, no entanto, que após enviar pedido formal de liberação excepcional da importação do produto no dia 23 de setembro, recebeu hoje (22) a informação de que o assunto só será tratado em uma reunião marcada para o dia 11 de novembro.

Na última quarta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro mandou cancelar o protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac.

TV METRO

Entrevistas

Alice Portugal

Em 14 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Butantan diz que Anvisa retarda importação de matéria-prima para fabricação da vacina chinesa no Brasil - Metro 1