Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Após decisão judicial, escolas particulares de Salvador anunciam retomada presencial

A decisão liminar foi expedida ontem (14) pela juíza Juliana de Castro, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador; algumas escolas já retornaram

[Após decisão judicial, escolas particulares de Salvador anunciam retomada presencial]
Foto : Reprodução

Por Adele Robichez no dia 15 de Fevereiro de 2021 ⋅ 11:20

Após uma decisão judicial autorizar a retomada das atividades presenciais nas escolas particulares de Salvador ontem (14), algumas escolas já anunciaram o retorno das aulas no formato híbrido: com metade das turmas indo ao campus e a outra ficando em casa, assistindo as aulas virtualmente, com sistema de rodízio. Outras continuarão com o ensino à distância por conta da evolução da pandemia do coronavírus na Bahia e o risco de colapso do sistema de saúde.

A decisão liminar foi expedida ontem (14) pela juíza Juliana de Castro, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador. Ela atende a um pedido do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino da Bahia (Sinepe). No documento, a magistrada enfatiza que as aulas presenciais são facultativas e devem adotar o modelo híbrido, "nos moldes do protocolo apresentado pelo município de Salvador das escolas particulares da capital baiana”.

Uma das escolas que resolveu retornar presencialmente, já hoje (15), foi a Gurilândia International School, uma escola de educação internacional que atende crianças da Educação Infantil a partir de 1 ano ao Ensino Fundamental I e Fundamental II, localizada no bairro da Federação.

"Com felicidade e entusiasmo, comunicamos que nossas aulas retornam amanhã (15)", disse um comunicado enviado aos pais dos alunos. A retomada foi inciada com o que denominam de "soft start", "com uma quantidade reduzida de alunos, que retornarão à escola aos poucos, seguindo um sistema de rodízio".

A Mapple Bear Canadian School, escola com metodologia canadense, administrada pela ACBEU e com unidades na Pituba e Busca Vida, que contemplam alunos entre 2 anos de 14 anos de idade, também anunciou o retorno híbrido. "Estamos com saudades e muito animados com esse retorno em breve", disse o aviso assinado pela coordenadora geral da instituição, Marcia Schwartz.

A escola pediu a opinião dos pais sobre como deve ocorrer o rodízio e afirmou que sua equipe jurídica está trabalhando para garantir a permanência da decisão. "Hoje mesmo, o governo se manifestou, através da Procuradoria Geral do Estado, pedindo suspensão da liminar, mas nossa equipe jurídica responsável pela ação se encarregará desses trâmites, como já aconteceu em outros estados", informou a nota.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) ingressou ontem (14), junto ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), com um pedido de extensão em suspensão da liminar.

O colégio Villa Global Education, localizado na Paralela, também enviou aos pais dos alunos ontem (14) um comunicado sobre o retorno presencial às aulas, que acontecerão nesta quarta-feira (17) para a Educação Infantil e Fundamental I e nesta quinta-feira (18) para o Ensino Fundamental II e Médio.

A Bahia registrou ontem (14) 61 óbitos por Covid-19 e 2.584 novos casos da doença em 24 horas, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Destes, 16 óbitos e 474 casos correspondem aos de Salvador.

Notícias relacionadas