Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Prefeitura suspende Domingo é Meia e envia à Câmara pedido de prorrogação de benefícios municipais

Segundo Bruno Reis, um projeto de lei será enviado ainda hoje ao Legislativo municipal para formalizar manutenção de auxílios até junho

[Prefeitura suspende Domingo é Meia e envia à Câmara pedido de prorrogação de benefícios municipais]
Foto : Valter Pontes / Secom

Por Juliana Rodrigues no dia 12 de Março de 2021 ⋅ 10:08

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou hoje (12) a suspensão da meia passagem nos ônibus coletivos da capital baiana aos domingos. A informação foi dada durante a inauguração do hospital de campanha na Estação Cidadania, em Itapuã. O objetivo da medida, segundo ele, é reduzir a circulação de pessoas aos domingos. Ele ainda anunciou a prorrogação do auxílio emergencial e de outros benefícios, por mais três meses.

"Vocês sabem, hoje, no domingo, as pessoas pagam metade da tarifa em Salvador. Estamos suspendendo o Domingo é Meia para diminuir a circulação aos domingos. Os números continuam altos, a gente percebe muitas pessoas saindo de suas casas no domingo", explicou.

Um projeto de lei será enviado pelo chefe do Executivo à Câmara Municipal ainda hoje para formalizar a prorrogação dos benefícios, como o auxílio Salvador Por Todos e as cestas básicas, pelo menos até junho. "Hoje atendemos mais de 20 mil pessoas que recebem esse benefício, motoristas de Uber e de táxi acima de 60 anos, camelôs, feirantes, ambulantes, barraqueiros, baianas de acarajé, permissionários do transporte escolar. estão aqui também as doações das cestas básicas. (...) É importante deixar claro que somos a única capital do Brasil que tem um auxílio emergencial próprio. Outras capitais já tiveram, mas não tiveram condições financeiras de manter. Nós, em nenhum momento, suspendemos. Só no auxílio emergencial a prefeitura investe por mês quase R$ 6 milhões. Em onze meses, já foram R$ 66 milhões", pontuou.

Notícias relacionadas