METROPOLE

Domingo, 09 de maio de 2021

Cidade

Com calendário de vacinação de professores, movimento pressiona retorno das aulas em Salvador

"Não tem como aguardar a comunidade escolar inteira se vacinar" afirma Larissa Sadigursky

Com calendário de vacinação de professores, movimento pressiona retorno das aulas em Salvador

Foto: Betto Jr / Secom

Por: Geovana Oliveira no dia 15 de abril de 2021 às 17:30

Com o anúncio da vacinação dos profissionais da educação, a representante do movimento volta às aulas de Salvador, Larissa Sadigursky, defende a reabertura presencial das escolas já nos próximos dias. 

A médica pneumologista cita que diversos países do mundo e outros estados do Brasil, como São Paulo, retomaram as aulas mesmo sem iniciar a imunização dos profissionais. "Aqui é uma premissa da Prefeitura e do Governo do Estado que se inicie a vacinação para que as aulas sejam retomadas? OK. Mas não tem como aguardar a comunidade escolar inteira se vacinar", afirma ao explicar que crianças e adolescentes ainda não podem ser imunizados. 

Sadigursky se manifesta ainda contra a abertura de outras atividades essenciais antes das escolas. "Até anteontem estavam sendo autorizados eventos com cinquenta pessoas. Isso é um absurdo sem precedentes que a gente vive. Não tem nenhuma justificativa técnica que permita permanecer com as escolas fechadas".

Segundo a representante, pesquisas indicam que escolas abertas não pioram os números da pandemia e não aumenta o número de mortes. "Então, escolas abertas, com protocolos de segurança sendo respeitados, mostraram-se seguras em diversos lugares do mundo. E a gente tem confiança de que na Bahia também seja assim". 

Em São Paulo, no entanto, as escolas particulares decidiram que, mesmo se forem autorizadas pela prefeitura a retomar as aulas presenciais, vão continuar com o ensino remoto por ao menos mais uma semana.

TV METRO

Entrevistas

Roberto Coelho

Em 07 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Com calendário de vacinação de professores, movimento pressiona retorno das aulas em Salvador - Metro 1