Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Cidade

Após pedido de jornalistas, MP recomenda que novas categorias não sejam incluídas como prioritárias

Após pedido de jornalistas, MP recomenda que novas categorias não sejam incluídas como prioritárias

Foto: Divulgação

Por: André Uzêda no dia 19 de maio de 2021 às 13:43

O Ministério Público do estado da Bahia, conjuntamente com o Ministério Público Federal, emitiu uma recomendação para que a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) se abstenha de incluir novas categorias como prioritárias no plano de vacinação.

A recomendação acontece no dia seguinte à reunião da CIB que aprovou a inclusão de jornalistas, a partir de 40 anos, no grupo de prioritários em toda a Bahia. No documento, o MPE e MPF pedem que a CIB explique os critérios técnicos-científicos para a inclusão dos jornalistas e se "abstenha" de colocar novos grupos fora do PNO, plano nacional de imunização do Ministério da Saúde. 

Procurado pelo Metro1, o presidente do Sindjorba, Moacy Neves considerou a recomendação "lamentável". "Não fomos comunicados ainda. A gente não é parte num caso desse. A parte nesse caso seria a CIB, que tomou a decisão. Mas, se realmente se confirmar, é lamentável, porque deveriam ter consultado a gente para que apresentássemos argumentos e justificativas", diz. 
 

Após pedido de jornalistas, MP recomenda que novas categorias não sejam incluídas como prioritárias - Metro 1