Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Cidade

Moradores dos Barris protestam contra derrubada de árvores centenárias

Área que abrigava espécies dará lugar a uma loja de grande rede atacadista; empresa promete replantio

Moradores dos Barris protestam contra derrubada de árvores centenárias

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por: Alexandre Santos no dia 26 de julho de 2021 às 10:44

Atualizado às 12h30

Um terreno que abrigava dezenas de árvores centenárias no bairro dos Barris, em Salvador, dará lugar a uma loja da rede de supermercados atacadistas Assaí. A área destinada ao empreendimento está situada entre as ruas do Salete e Alegria. Ao Metro1, o Assaí diz que as obras no local respeitam todo o processo de licenciamento e possuem os devidos alvarás para execução (leia nota mais abaixo).

Segundo relatos de moradores, até bem pouco tempo atrás, o espaço funcionava como um estacionamento. Em publicação nas redes sociais, eles comparam o “antes e depois” da região, com base em imagens captadas por satélite. Nas fotos atuais é possível ver um clarão ao longo da extensa construção. A maioria dos comentários é em tom de indignação diante da supressão apontada.

“Cada vez mais as cidades grandes fica sem árvores”, escreveu um seguidor. “Fora os desmatamentos, a morte dos pequenos comerciantes são um problema para nossa Salvador”, publicou outro. 

 

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) informou que as intervenções realizadas no local possuem as autorizações necessárias, como licença ambiental, autorização de supressão de vegetação (ASV) e alvará de construção. 

“Os serviços foram licenciados pelo órgão seguindo os requisitos legais”, respondeu por meio de nota.

De acordo com a pasta, como forma de compensação, a rede atacadista deverá realizar o replantio de 275 espécies nativas da Mata Atlântica na mesma região ou bacia hidrográfica. A determinação está prevista no Plano Diretor de Arborização do Município de Salvador (Lei n°9.187/2017). 

Empresa diz que fará replantio 

Em nota enviada por meio de sua assessoria, o Assaí informou que tem como diretriz o cuidado com o meio ambiente e diz que todas as suas construções seguem integralmente a legislação.

De acordo com o comunicado, as obras são estudadas para terem o menor impacto possível. A empresa também se compromete a realizar o replantio das espécies retiradas.

Leia a seguir a íntegra da nota:

"A empresa tem como diretriz o cuidado com o meio ambiente e todas as suas construções seguem integralmente a legislação e são estudadas para terem o menor impacto possível, gerando ainda mais valor à comunidade em que está inserida.

As obras nos Barris respeitam todo o processo de licenciamento e possuem os devidos alvarás para execução, bem como o documento oficial emitido pela SEDUR referente à supressão das árvores. Para cada planta retirada, outras nativas (e em maior quantidade) serão plantadas em lugares definidos pelos órgãos públicos, totalizando mais de 270 novas árvores em Salvador.

Aquelas retiradas do terreno passaram pela supervisão de um biólogo e serão destinadas para fins de interesse socioambiental. A companhia segue à disposição dos moradores para eventuais novos esclarecimentos."

Moradores dos Barris protestam contra derrubada de árvores centenárias - Metro 1