Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Cidade

Jornalista denuncia humorista como funcionário fantasma de Lauro de Freitas; prefeitura nega

"Leozito" aparece no portal da transparência da administração como colaborador desde 2017

Jornalista denuncia humorista como funcionário fantasma de Lauro de Freitas; prefeitura nega

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por: Adele Robichez no dia 22 de setembro de 2021 às 16:39

Uma denúncia feita pela jornalista Lua Andrade na sua conta do Instagram @viajecomlua2 indicou que o humorista e influenciador digital soteropolitano Leandro Rocha Leal, conhecido como “Leozito”, seria um “funcionário fantasma” da prefeitura de Lauro de Freitas. O seu nome é exibido no portal da transparência da administração como colaborador desde 2017, ocupando cargos comissionados - de livre nomeação e exoneração. 

Leozito aparece, entre maio de 2017 e março de 2018, maio a outubro e dezembro do mesmo ano, como Diretor de Divisão da Secretaria Municipal de Administração e Ações de Projetos Estratégicos, com salário base de 1.226,97, vantagem de até R$ 736,02 e gratificações que chegam a R$ 981,58. Já no ano todo de 2020 e de abril a junho de 2021, ele passou a ser Gerente de Divisão da mesma divisão, com salário de 1.226,97, média de vantagens de R$ 862,88 e gratificações de até R$ 736,18. A nomeação e transferência estão publicadas no Diário Oficial do Município (DOM).

“Foi uma denúncia que recebi de um seguidor. Investiguei e descobri que Leozito e outros membros do grupo 10Ocupados recebem dinheiro da prefeitura”, disse Lua ao Metro1. A denúncia gerou a suspeita de que o influenciador seria um “funcionário fantasma”, já que ele tem uma rotina extensa de criação de conteúdo para as redes sociais, o que não seria possível de conciliar com o cargo na prefeitura.

Ainda segundo a jornalista, Lucas Daniel dos Santos Ramos, conhecido como Lukas Lelé, participante do canal 10Ocupados no YouTube, criado por Leozito, também é funcionário da prefeitura de Lauro de Freitas. No portal da transparência, ele também consta como contratado, com os mesmos cargos comissionados do colega, há quatro anos.

A assessoria do influenciador Leozito foi procurada pelo Metro1, mas até não obteve resposta.

 

Prefeitura de Lauro de Freitas nega denúncia

 

Em resposta, a prefeitura de Lauro de Freitas afirmou ao Metro1 que a denúncia é uma “fake news”. Segundo a assessoria, Leozito e o grupo 10Ocupados foram, realmente, contratados e atuaram e atuam em projetos concretos. De acordo com a nota, “Leandro Rocha Leal foi contratado pela Prefeitura de Lauro de Freitas, em 2017/2018, para atuar na equipe técnica do projeto Cidade Educadora, mais especificamente no Núcleo de Educomunicação onde desenvolveu oficinas de cinema no projeto Mostra de Filmes Educa 7 Minutos. Foram vários períodos de contratação até 2020, todos com finalidade bem definidas, voltados para projetos determinados, ligados à área de artes”.

“Em vários projetos da Educação, o grupo Os Desocupados, em especial Leandro Rocha, emprestou seu carisma e influência sobre a geração mais nova, inspirando jovens com seu talento e humor”, completou o comunicado, que afirma que a “Mostra de Filmes Educa 7” se tornou um dos projetos mais bem sucedidos da prefeitura, com a público de 600 estudantes em 2018 e 1.065 em 2019.

A assessoria comunicou, por fim, que renovou o contrato com os humoristas em 2020, quando eles passaram a desenvolver projetos de forma remota, sem necessidade de comparecer à sede da prefeitura. Leozito passou para a Secretaria de Administração no início deste ano, depois para a estrutura do Gabinete, “onde passa a atuar na equipe de vídeos, com produção, locução e apresentação de conteúdo”, informa a prefeitura.

A prefeitura de Lauro de Freitas enviou fotos ao Metro1 como provas de que o influenciador realiza os trabalhos previstos como contratado. Veja:

Jornalista denuncia humorista como funcionário fantasma de Lauro de Freitas; prefeitura nega - Metro 1