Quinta-feira, 12 de maio de 2022

Cidade

Após reações contrárias, OAB retira pedido por sigilo em crime de feminicídio e justifica ação como equívoco

A justificativa pelo pedido de sigilo foi o "caráter midiático" do crime. No mesmo dia, o pedido foi retirado

Após reações contrárias, OAB retira pedido por sigilo em crime de feminicídio e justifica ação como equívoco

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 20 de outubro de 2021 às 10:39

O presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil seção Bahia (OAB-BA), Adriano Batista, classificou o pedido de segredo de justiça da investigação sobre o caso do advogado José Luiz de Britto Meira Júnior como "algo equivocado". José Luiz de Britto é suspeito de feminicídio pelo assassinato da namorada Kézia Stefany da Silva Ribeiro, 21 anos. O crime aconteceu na madrugada do último domingo (17), no bairro do Rio Vermelho.  

Na terça-feira (19), a OAB-BA apresentou à Justiça pedido de sigilo das investigações. No mesmo dia, o pedido foi retirado.

O advogado de defesa de José Luiz de Britto também chegou a apresentar um outro pedido de segredo de justiça, mas o TJ-BA negou. O órgão entendeu que o caso é de interesse público, considerando a grande repercussão da morte da jovem.

Após reações contrárias, OAB retira pedido por sigilo em crime de feminicídio e justifica ação como equívoco - Metro 1