Sábado, 04 de dezembro de 2021

Cidade

Entidades protestam contra constrangimento a professora intimada por "doutrinação feminista" em Salvador

Manifestação foi realizada em frente à delegacia onde Giltânia foi intimada a depor nesta quarta

Entidades protestam contra constrangimento a professora intimada por "doutrinação feminista" em Salvador

Foto: Reprodução/Instagram

Por: Geovana Oliveira no dia 24 de novembro de 2021 às 15:38

Entidades estudantis, professores e alunos protestaram na tarde desta quarta-feira (24) em defesa da liberdade acadêmica, após uma professora de filosofia do Colégio Estadual Thales de Azevedo, no bairro do Costa Azul, em Salvador, receber intimação policial por suspeita de ensinar conteúdos de cunho "esquerdista" e "de doutrinação feminista". 

O protesto foi realizado em frente à Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), onde a professora foi intimada a depor nesta quarta. Os alunos da professora e seus colegas do colégio Thales de Azevedo também compareceram na manifestação. 

Ainda de acordo com a APLB (Associação dos Professores Licenciados do Brasil seção Bahia), grupos de direita tentaram atrapalhar a manifestação, mas não houve confronto. 

No boletim de ocorrência registrado no último dia 16, a mãe de uma estudante relatou que a filha teria sofrido constrangimento na escola. De acordo com alunos, a professora Giltânia Aquino estava conversando em aula sobre Iluminismo e a aluna não gostou. Após discussão, a professora pediu que a estudante se retirasse da sala. Com isso, mãe e aluna registraram denúncia. 

Entidades protestam contra constrangimento a professora intimada por "doutrinação feminista" em Salvador - Metro 1