Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Cidade

Surto de gripe e lotação de unidades motivam protestos de pacientes em Salvador

Secretaria Municipal de Saúde confirmou alto volume de procura e admissão mais lenta para pacientes com casos menos graves

Surto de gripe e lotação de unidades motivam protestos de pacientes em Salvador

Foto: Reprodução/Vídeo

Por: Geovana Oliveira no dia 13 de dezembro de 2021 às 17:13

Com o aumento dos casos de gripe em Salvador, as unidades de saúde não comportam mais o número de atendimentos. Após protesto na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris na manhã desta segunda-feira (13), os pacientes do 6° Centro de Saúde Rodrigo Argollo, no bairro de Tancredo Neves, também reclamam da lotação. 

Em vídeo acessado pelo Metro1, é possível ouvir pacientes dizendo que "perderam o dia" e pedindo para que casos menos graves também sejam atendidos. As unidades operam a partir de triagem e os casos mais graves são priorizados. Com isso, alguns pacientes não conseguem ser recebidos pelos médicos. 

Procurada pelo portal, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou que o alto volume de procura tornou a admissão mais lenta para novos pacientes com o perfil de classificação azul e verde. "Ou seja, com quadro clínico considerado leve que poderiam ser atendidos em unidades básicas de saúde", diz em nota. 

"O Pronto Atendimento (PA) de Rodrigo Argollo conta com a equipe de médicos completa nos plantões com dois clínicos e dois pediatras. A unidade de emergência está com atendimento restrito, pois há pacientes nos leitos aguardando uma vaga via regulação", afirma a SMS. 

Mais cedo, a pasta divulgou alerta sobre a importância de manter a utilização da máscara para evitar a disseminação da transmissão viral na capital baiana. A medida é uma das ações da pasta para conter o avanço de um surto de gripe na cidade.

Desde o mês de novembro, Salvador registra o aumento dos casos de Influenza. Em razão disso, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) emitiu um alerta, no início deste mês, quanto à necessidade de intensificar as ações de acompanhamento dos casos suspeitos da Síndrome Respiratória Grave (SRAG).

Surto de gripe e lotação de unidades motivam protestos de pacientes em Salvador - Metro 1