Sábado, 13 de agosto de 2022

Cidade

Homem que chutou viatura da Transalvador diz que foi provocado e que "não se arrepende de nada"

Caso aconteceu na última segunda-feira (4), no cruzamento da Rua Lucaia com a Avenida Garibaldi

Homem que chutou viatura da Transalvador diz que foi provocado e que "não se arrepende de nada"

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Por: Adele Robichez no dia 06 de julho de 2022 às 17:16

A irritação de um homem que chutou uma viatura da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) foi registrada em um vídeo que circulou pela internet na tarde da última segunda-feira (4). Em entrevista ao Metro1, o autor dos chutes, o comerciante Pedro Loester, 48, esclareceu o que motivou a ação e afirmou que “não se arrepende de nada”.

Loester caracteriza a ação como uma “reação diante de um absurdo”. Ele explicou que as obras para a implantação do Trecho 2 do BRT de Salvador, no cruzamento da Rua Lucaia com a Avenida Garibaldi, têm causado diversos transtornos no trânsito, especialmente para os pedestres. Na segunda, foi a gota d’água: ao tentar atravessar a faixa de pedestres, uma uma rede de isolamento teria impedido a sua passagem.

“Não existe lógica, qualquer pessoa deveria questionar isso. Quando me vi naquela situação voltando do trabalho para casa, em uma das encruzilhadas mais perigosas de Salvador, e de pensar em tudo o que as pessoas que pisam no asfalto passam e convivem dentro da cidade, isso tudo em frente a um hospital que tem como função salvar vidas, eu pensei: o que eu faço aqui? Sou barrado pela rede a andar em um lugar seguro ou eu posso derrubar isso aqui, abrindo o caminho para mim e para outras pessoas que passam pela rua e merecem respeito”, conta.

E assim foi feito. O comerciante derrubou a rede e continuou o seu caminho a pé. Neste momento, porém, ele diz ter sido provocado, e ameaçado com um bastão, por dois servidores da Transalvador. “Eu retornei e disse: ‘vocês só servem para multar? Vocês não estão vendo este absurdo?’”, relembra. A partir daí, começou a briga que terminou com os chutes na viatura.

“Eu não me arrependo de nada. Claro que, talvez, agora, faria algo diferente. Mas houve impulso, provocado pela outra parte. São as pessoas de Salvador que passam por ali, que fazem a nossa cidade funcionar de fato, mas recebem esse tipo de atenção do poder público”, declarou Loester.

Procurada, a Transalvador informou que, após se esbarrar na tela de proteção e sinalização de obras, "o cidadão ficou furioso, se dirigiu à viatura do órgão de trânsito e começou a proferir insultos aos servidores que estavam no local". A nota diz que, "percebendo o descontrole do homem, um dos agentes de trânsito chegou a pegar um bastão retrátil para se proteger e evitar uma agressão física". 

Por fim, a superintendência afirmou, no comunicado, que "repudia demonstrações violentas como esta, e preza pelo respeito aos seus agentes de trânsito e aos demais servidores que estejam no exercício de sua funções".

 

Veja o vídeo:

 

Homem que chutou viatura da Transalvador diz que foi provocado e que "não se arrepende de nada" - Metro 1