Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Cidade

Júri do caso da baiana que se fingiu de morta para escapar de feminicídio é adiado

Júri aconteceria na próxima segunda-feira (8), às 8h, no Fórum Ruy Barbosa

Júri do caso da baiana que se fingiu de morta para escapar de feminicídio é adiado

Foto: Reprodução

Por: Metro1 no dia 05 de agosto de 2022 às 20:59

O júri popular do caso da fisioterapeuta Isabela Oliveira Conde, de 36 anos, que se fingiu de morta para escapar de uma tentativa de feminicídio foi adiado para o dia 22 de agosto. A mulher recebeu 68 golpes de faca a mando do então namorado Fábio Barbosa Vieira. 

O júri aconteceria na próxima segunda-feira (8), às 8h, no Fórum Ruy Barbosa, localizado no bairro de Nazaré, em Salvador. Conforme o advogado da vítima, Levy Moscovits, informou ao G1, o adiamento ocorreu por causa de uma “licença para tratamento de saúde da juíza titular”.

“Quando eu soube que foi adiado, me deu um aperto no peito. Meu coração está desmantelado. Quero que a justiça seja feita”, afirmou.

Júri do caso da baiana que se fingiu de morta para escapar de feminicídio é adiado - Metro 1