Cidade

Elevador Lacerda segue iluminado de vermelho para lembrar anemia falciforme

O Elevador Lacerda fica iluminado de vermelho até o final do mês de junho para conscientizar a população soteropolitana sobre a anemia falciforme. A doença genética e hereditária é predominante na população negra.

[Elevador Lacerda segue iluminado de vermelho para lembrar anemia falciforme]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 21 de Junho de 2015 ⋅ 19:57

O Elevador Lacerda fica iluminado de vermelho até o final do mês de junho para conscientizar a população soteropolitana sobre a anemia falciforme. A doença genética e hereditária é predominante na população negra. A enfermidade é causada por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, passando a ter forma de foice.

De acordo como o Ministério da Saúde, cerca de 3,5 mil crianças nascem anualmente com a doença. A proporção é de um bebê com anemia falciforme a cada mil nascimentos. Salvador concentra o maior número de portadores da doença. Na capital baiana, a cada grupo de 650 bebês nascidos, um tem a patologia, o que corresponde em média 65 crianças por ano.

Notícias relacionadas