Cidade

Classificado como “clandestino”, Uber será combatido pela prefeitura de Salvador

O novo regulamento para taxistas, apresentado na tarde desta segunda-feira (14), em Salvador, pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, classifica como “clandestino” o Uber - empresa norte-americana de transporte privado que funciona através de aplicativo. [Leia mais...]

[Classificado como “clandestino”, Uber será combatido pela prefeitura de Salvador]
Foto : Divulgação

Por Bárbara Silveira e Matheus SImoni no dia 14 de Março de 2016 ⋅ 17:11

O novo regulamento para taxistas, apresentado na tarde desta segunda-feira (14), em Salvador, pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, classifica como “clandestino” o Uber - empresa norte-americana de transporte privado que funciona através de aplicativo.

De acordo com Fábio Mota, o segmento será combatido pela prefeitura. “Quando você pega um transporte clandestino, você coloca a sua vida em risco porque você está pegando um carro que não passou por vistoria, você não sabe quem é o condutor. Nós, da prefeitura, sabemos quem são os mais de 7 mil taxistas”, disse.

Para o prefeito ACM Neto, o taxista que paga os seus impostos é prejudicado pelos motoristas que atuam pelo Uber e por outras iniciativas não regularizadas pela administração municipal."Quero reafirmar para combater a clandestinidade. Não podemos admitir que o pai ou a mãe de família que paga suas taxas e se sujeita a esse regulamento que haja uma concorrência injusta com quem não passa pelo crivo do poder público. Fábio tem a minha autorização para ser duro na fiscalização. Vou com unhas e dentes para proteger os taxistas. Contem comigo na condição de advogado, que vai para a linha de frente brigar por vocês”, disse.

Apesar de garantir o combate, Neto disse que estuda se a proibição é legal. "Eu não tenho simpatia por esse tipo de serviço, agora estamos estudando quais são os limites legais. Eu não vou irresponsavelmente dizer que haverá uma proibição ao Uber. A minha ideia é preservar os taxistas e, se depender da minha vontade e do meu trabalho, o Uber não vai entrar em Salvador para prejudicar os taxistas", disse.

Sobre a possibilidade de aprovação do projeto do Uber, que tramita no Senado, o presidente da cooperativa metropolitana de táxi especial de Salvador, Vicente Barreto, disse que torce pelo veto. “Esse projeto não  pode ser aprovado. A equipe do Uber estará em Salvador amanhã cadastrando os motoristas. Queremos tirar eles de circulação", reclamou.

Notícias relacionadas

[Trânsito no Imbuí será modificado a partir de sábado]
Cidade

Trânsito no Imbuí será modificado a partir de sábado

Por Kamille Martinho no dia 19 de Julho de 2019 ⋅ 16:20 em Cidade

O tráfego entre a rotatória próxima ao Imbuí Plaza e o retorno antes do Fórum Regional será permitido apenas para quem está seguindo no sentido viaduto de Narandiba

[Salvador registra resgate de 162 serpentes em 2019]
Cidade

Salvador registra resgate de 162 serpentes em 2019

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Julho de 2019 ⋅ 13:40 em Cidade

Segundo a Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa), o período chuvoso influencia no aparecimento dos animais em ambiente urbano