Cidade

"Inveja branca é racismo", afirma professor Leandro Karnal

No próximo dia 6 de abril, o historiador e professor da Unicamp, ministra, em Salvador, a palestra "Gestão de Mudança e Empreendedorismo: Conhecimento, Trabalho e Tempo no Mundo Contemporâneo".

[
Foto : Reprodução / Parlante.com

Por Milene Rios e Matheus Morais no dia 30 de Março de 2016 ⋅ 08:40

No próximo dia 6 de abril, o historiador e professor da Unicamp, Leandro Karnal, ministra, em Salvador, a palestra "Gestão de Mudança e Empreendedorismo: Conhecimento, Trabalho e Tempo no Mundo Contemporâneo". Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta quarta-feira (30) o professor fez uma prévia do que deve ser abordado em sua passagem pela capital baiana, como as diversas características do comportamento humano, não só no âmbito profissional, mas no cotidiano pessoal. 

“A inveja, de todos os pecados, é o pior. Mas, ninguém assume a inveja, é o mais universal e o mais envergonhado dos pecados. Desejar o que os outros têm é cobiça, não existe inveja branca, isso é racismo. Toda inveja é negativa, a inveja é sempre destruidora, eu reconheço que tem alguém acima de mim e invejo. Na verdade o grande teste de amizade, se você falar que tem dinheiro, que tem uma boa vida sexual, todo mundo se espanta. O sucesso é a maior prova de amizade dos indivíduos. A inveja é uma dor profunda, é dolorosa, é o mal secreto, é a dor que punge, é o demônio de olhos verdes. Essas questões são dolorosas de reconhecer. A inveja é o produto final de todo processo de alimentação”, pontuou o professor. 

Karnal falou ainda sobre a inveja dentro dos relacionamentos. “O ciúme tem medo da perda da posse de uma pessoa, é o macho lutando pela fêmea, a inveja é uma pouco mais elaborada, é o descobrimento que sua vida é menos interessante que a do outro".

O evento, que faz parte do projeto "Notáveis Personalidades 2016", começa a partir das 19h e será realizado no Hotel Fiesta Convention Center, no bairro de Itaigara.

Notícias relacionadas