Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 14 de junho de 2024

Home

/

Notícias

/

Cidade

/

Em estado de greve, rodoviários consideram nova proposta como positiva, mas banco de horas ainda é entrave

Cidade

Em estado de greve, rodoviários consideram nova proposta como positiva, mas banco de horas ainda é entrave

Reunião acontece na manhã desta terça-feira (28)

Em estado de greve, rodoviários consideram nova proposta como positiva, mas banco de horas ainda é entrave

Foto: Divulgação/PMS

Por: Metro1 no dia 28 de maio de 2024 às 12:27

Atualizado: no dia 28 de maio de 2024 às 13:03

O Sindicato dos Rodoviários de Salvador e as empresas concessionárias de transporte público se reuniram na manhã desta terça-feira (28), com mediação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), para analisar a proposta apresentada na segunda-feira (27) e tentar buscar um acordo que evite a greve prevista para essa quarta-feira (29). Pela tarde, a cadegoria realizará uma assembleia para decidir se aceitam ou não a proposta. 

Entre os pontos que ainda precisam de consenso, está a questão do banco de horas extras. Ao Metro1, Daniel Mota, diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, citou a proposta apresentada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) na última segunda-feira e explicou o pleito da categoria neste sentido.  

A proposta do TRT sugeria a criação de um grupo de trabalho que, após estudo, iria estabelecer uma solução para a questão do banco de horas. Na reunião desta terça-feira, no entanto, estão sendo discutidas outras possibilidades. Segundo Daniel, as alternativas seriam a compensação do banco de horas por meio de pagamento, acumulado ao longo de seis meses, ou um abatimento das horas extras por meio de “folgas”. Um aplicativo para monitoramento da quantidade de horas também é requisitado, já que “muitas vezes as horas acabam se perdendo”.

Entre as outras pautas da levantadas pela proposta, estão 4% de reajuste salarial; 5% de reajuste de tíquete refeição; além do fornecimento de duas manicures para atuar sob a gestão do Sindicato dos Rodoviários, atendendo as mulheres da categoria. A categoria decretou, na última sexta-feira (24), estado de greve, o que deixou a expectativa por uma possível paralisação nos próximos dias.