Cidade

Ferrovia de Integração Oeste-Leste leva nome do engenheiro Vasco Neto

O trecho compreendido entre os municípios de Ilhéus, no Estado da Bahia, e Figueirópolis, no Estado do Tocantins, da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) passa a se chamar "Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto". A informação foi publicada nesta terça-feira (5), no Diário Oficial da União, com respaldo na lei 13.304. [Leia mais...]

[Ferrovia de Integração Oeste-Leste leva nome do engenheiro Vasco Neto]
Foto : Elói Corrêa/GOVBA

Por Jessica Galvão no dia 05 de Julho de 2016 ⋅ 18:34

O trecho compreendido entre os municípios de Ilhéus, no Estado da Bahia, e Figueirópolis, no Estado do Tocantins, da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) passa a se chamar "Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto". A informação foi publicada nesta terça-feira (5), no Diário Oficial da União, com respaldo na lei 13.304.

O projeto de lei foi apresentado pelos senadores Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (Sem partido) e assinado também por outros senadores. "Esse é o reconhecimento a um grande personagem da história da Bahia, que tinha no planejamento do nosso Estado uma das suas principais características", disse Lídice.

Vasco Neto é natural de Guaxupé, município da Microrregião de São Sebastião do Paraíso, no estado de Minas Gerais, mas fez carreira na Bahia, onde se formou em engenharia civil, pela então Escola Politécnica da Bahia. Ele foi engenheiro dos extintos Departamentos Nacionais de Estradas de Rodagem (DNER) e de Estradas de Ferro (DNEF). Como professor, responsabilizou-se pela cadeira de Estradas de Ferro e de Rodagem na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, e ainda foi diretor dessa instituição.

Além disso, Vasco Neto foi a primeira pessoa a pensar uma ferrovia que ligasse o leste do Brasil ao oeste, chegando até o Peru. O engenheiro é filho de Vasco Filho, que deu nome ao trecho da BR-324 que liga Salvador e Feira de Santana, na Bahia.

Notícias relacionadas

[Salvador e RMS fecham sábado sem mortes violentas]
Cidade

Salvador e RMS fecham sábado sem mortes violentas

Por Juliana Rodrigues no dia 17 de Fevereiro de 2019 ⋅ 13:30 em Cidade

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, as duas regiões tiveram redução no número de ocorrências em janeiro de 2019, em relação ao mesmo mês do ano passado