Cidade

Com contas no vermelho, Santa Casa de Valença pode suspender serviços essenciais

A Santa Casa de Misericórdia de Valença poderá ter suspender serviços como cirurgias eletivas e obstetrícia de média complexidade a partir do dia 12 de setembro. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Luiza Leão no dia 11 de Agosto de 2016 ⋅ 16:42

A Santa Casa de Misericórdia de Valença poderá ter suspender serviços como cirurgias eletivas e obstetrícia de média complexidade a partir do dia 12 de setembro. A suspensão tem como causa o déficit orçamentário no valor de R$200 mil por mês, uma vez que tem recebido R$ 1,8 milhão para custear gastos próximos a R$ 2 milhões.

A unidade realiza mais de 20 mil atendimentos por mês e é a único centro de saúde que atende serviços de emergência da região do Baixo Sul da Bahia. Cerca de 300 mil habitantes e quase 500 funcionários poderão sofrer as consequências da possível suspensão.
 
O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Valença, Marcelo Dantas Cabral,  e o diretor médico Ricardo Fonseca, estiveram no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), na Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB) e na Superintendência de Atenção Integral à Saúde (SAIS), nesta quinta-feira (11) para dar entrada em ofício que informa às referidas entidades a possível suspensão dos serviços básicos. O documento destaca as dificuldades financeiras enfrentadas pela centro de saúde.

Os responsáveis pela unidade de saúde têm uma nova reunião agendada para a próxima terça-feira (16), na SESAB. O objetivo é solucionar os problemas gerados pela crise e pelo subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS). No dia 19, a Santa Casa de Valença irá promover uma mobilização que reúne outras 14 instituições e terá sua concentração às 10h30, em frente à Santa Casa.

Notícias relacionadas