Cidade

Doadores podem informar à Justiça Eleitoral contribuições a campanhas eleitorais

Doadores e fornecedores de bens e serviços das campanhas eleitorais municipais de Salvador deste ano podem participar ativamente do processo de fiscalização do financiamento de campanhas por meio de formulários eletrônicos disponíveis no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os fornecedores e doadores poderão informar as suas contribuições prestadas aos partidos e assim confirmar ou não as declarações nas prestações de contas eleitorais. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação / Ascom TRE-BA

Por Laura Lorenzo no dia 12 de Setembro de 2016 ⋅ 15:55

Doadores e fornecedores de bens e serviço das campanhas Eleições Municipais 2016 de Salvador podem participar ativamente do processo de fiscalização do financiamento de campanhas por meio de formulários eletrônicos disponíveis no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os fornecedores e doadores poderão informar as suas contribuições prestadas aos partidos e assim confirmar ou não as declarações nas prestações de contas eleitorais.

 Para fazer o registros das doações é preciso apenas fazer um cadastro prévio no site do TSE, informando dados pessoas, a quantia doada ou o bem ou serviço prestado e o candidato beneficiado. 

 Segundo o assessor-chefe da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Asepa) do Tribunal, Eron Pessoa, “há uma opção também, no caso da pessoa física, de fazer um pequeno cadastro e informar que não fez nenhuma doação para campanha. Esse é um indício forte de que, se aquele CPF for utilizado por algum candidato, é uma declaração falsa do candidato, uma vez que a própria pessoa já disse à Justiça Eleitoral que não efetuou nenhuma doação de campanha”.

Notícias relacionadas

[Vacina de Oxford contra a Covid-19 será testada em Salvador]
Cidade

Vacina de Oxford contra a Covid-19 será testada em Salvador

Por Kamille Martinho no dia 10 de Julho de 2020 ⋅ 17:20 em Cidade

Os 5 mil voluntários que serão selecionados devem ter entre 18 a 55 anos, pessoas que tenham uma alta exposição ao vírus, além de não terem sido contaminados até agora