Cidade

Associação de taxistas recorre de decisão que negou suspensão do Uber

Entre idas e vindas, o futuro do aplicativo Uber segue incerto, em Salvador. Na manhã desta sexta-feira (23), a Associação Metropolitana de Taxistas (AMT) recorreu da decisão que negou a suspensão do funcionamento do serviço. Agora, a categoria aguarda uma resposta. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 23 de Setembro de 2016 ⋅ 15:09

Entre idas e vindas, o futuro do aplicativo Uber segue incerto, em Salvador. Na manhã desta sexta-feira (23), a Associação Metropolitana de Taxistas (AMT) recorreu da decisão que negou a suspensão do funcionamento do serviço. Agora, a categoria aguarda uma resposta.

A decisão de solicitar uma liminar a Justiça foi tomada após frequentes reclamações dos taxistas de que o aplicativo é uma concorrência desleal e vem trazendo prejuízos para a classe.

O presidente da entidade, Valdeilson Miguel, cobrou uma solução e disse que os taxistas "não vão aceitar" a permanência do aplicativo na capital baiana. "Não vamos aceitar que a Justiça fique do lado do transporte clandestino, onde a população não sabe quais são as procedências dos veículos, que não passa por nenhuma fiscalização e nem de quem opera o automóvel”, afirmou.

 

 

Notícias relacionadas