Quarta-feira, 16 de junho de 2021

Cidade

Mesmo após decisão da Justiça, servidores da saúde mantêm greve

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) considerou ilegal o movimento de greve dos servidores da saúde, nesta segunda-feira (20). No entanto, os trabalhadores decidiram manter a paralisação que teve início na última sexta-feira (17). O diretor administrativo do Sindicato dos Trabalhadores [Leia mais...]

Mesmo após decisão da Justiça, servidores da saúde mantêm greve

Foto: Sindsaúde

Por: Gabriel Nascimento no dia 20 de julho de 2015 às 11:08

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) considerou ilegal o movimento de greve dos servidores da saúde, nesta segunda-feira (20). No entanto, os trabalhadores decidiram manter a paralisação que teve início na última sexta-feira (17). O diretor administrativo do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde da Bahia (Sindsaúde-BA), Djalma Rossi, confirmou a informação. De acordo com Rossi, a entidade não foi notificada pela Justiça e, sobre a decisão do TJ, destaca que as reivindicações vão além do corte do adicional de insalubridade.

"A nossa pauta é muito mais extensa. A gente sabe que o entendimento do TJ nem sempre é o mesmo nosso. Mas nossa pauta é muito clara, a insalubridade foi o ápice, mas não é a única motivação", afirma Djama Rossi.

Cerca de 300 profissionais se concentram em frente a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), onde participam de uma assembleia para debater os rumos do movimento, na manhã desta segunda (20).


 

Mesmo após decisão da Justiça, servidores da saúde mantêm greve - Metro 1