Cidade

Nesta segunda de Carnaval tem BaianaSystem, Daniela Mercury e muito mais; veja

O carnaval desta segunda-feira (27), quinto dia de folia, tem BaianaSystem, Daniela Mercury, Durval Lélys e muito mais.

[Nesta segunda de Carnaval tem BaianaSystem, Daniela Mercury e muito mais; veja]
Foto : Reprodução / Instagram

Por Laura Lorenzo no dia 26 de Fevereiro de 2017 ⋅ 19:00

O carnaval desta segunda-feira (27), quinto dia de folia, tem BaianaSystem, Daniela Mercury, Durval Lélys e muito mais. 

Carnaval 2017 (Barra/Ondina)

A programação do carnaval desta segunda-feira (27) continua animada. Tem Bell Marques, Léo Sanata, BaianaSystem e muito mais

  • 28/2
  • 15:00h – Minitrio Putito Rex DJs
  • 15:15h  – Camaleão (Bell Marques)
  • 15:45h – Filhos de Gandhy (Banda Show Gandhy)
  • 16:15h – Filhas de Gandhy (Banda Filhas de Ghandy)
  • 16:45h – Fecundança / Coruja (Ivete Sangalo)
  • 17:15h – Meu e Seu Harmonia do Samba
  • 17:45h – Me Abraça (Durval Lélys)
  • 18:15h – Crocodilo (Daniela Mercury)
  • 18:45h – Trio Armandinho Dodô e Osmar
  • 19:15h – Tchan / Praieiro (Jammil)
  • 19:45h – Balada (Léo Santana)
  • 20:15h – Tê Tê Tê
  • 20:45h – Vem Sambar sem cordas (Fora da Mídia)
  • 21:15h – Trio Independente (Seu Maxixe)
  • 21:30h – Ecológico Meio Ambiente (Roma Negra)
  • 21:45h – Cortejo Afro (Banda Afro)
  • 22:15h – Trio Independente (Baiana System)
  • 22:30h – Muzenza (Banda Muzenza)
  • 23:00h – Malê Debalê (Banda Malê)
  • 23:30h – Trio Independente (Baby do Brasil)
  • 23:45h – Trio Independente (Paulinho Boca)
  • Barra/Ondina
  • Grátis


Carnaval 2017 (Campo Grande)

Esta segunda (28) o carnaval do Campo Grande continua com a programação animada e carnavalesca.

  • 28/2
  • 11:00h – Celebração na Palma da Mão
  • 11:30h – Didá
  • 12:00h – Bloco da Saudade
  • 12:30h – É Com Esse Que Eu Vou (Bem Baiano e mais)
  • 13:00h – Pagodão do Caçote *(Nobres In Samba)
  • 14:30h – Projeto Especial (Pipoca do Saulo)
  • 15:00h – As Muquiranas (Psirico)
  • 15:30h – Mudança do Garcia (Claudia Costa)
  • 16:30h – Projeto Especial (Trio do Kannário)
  • 17:00h – Projeto Especial Respeita as Mina (Larissa Luz e mais)
  • 17:30h – Bola Cheia
  • 17:45h – Trio Independente (Carla Cristina)
  • 18:00h – 100 Censura (Banda 100 censura)
  • 18:30h – Trio Independente (Sarajane)
  • 19:00h – Ilê Aiyê (Band’aiyê)
  • 20:00h – Blocão da Liberdade
  • 20:30h – Mundo Negro (Banda Mundo Negro)
  • 21:00h – Four Days (Ganguier do Samba)
  • 21:30h – Trio Independente (Avenida Sete)
  • 21:45h – Sambaterramar (Sambeijo e mais)
  • 22:45h – Filhos da Feira
  • 23:15h – Ijexa da Bahia (Banda Ijexá da Bahia)
  • Grátis


Carnaval 2017 (Pelourinho)

O quinto dia de Carnaval do Pelourinho está com a programação especial para o folião curtir. 

  • 28/2
  • 17:00h – Filhos de Korin Efan
  • 17:20h – Não deixe o Samba acabar
  • 17:40h – Tambores e Cores (Rafael Manga)
  • 18:00h – Carnapelô
  • 18:20h – Alabê(Banda Alabê)
  • 18:40h – Insabá Mazá
  • 19:00h – Bloco da Capoeira
  • (Tonho Materia / Alas de Capoeira)
  • 19:20h – Afoxe Baba Afomã
  • 19:40h – Ylê Oyá (Baía Keto / Banda Oyá)
  • 20:00h – Zimbabwe
  • Pelourinho
  • Grátis


Carnaval da San Sebastian

O Carnaval da San Sebastian não tem limites e passa da Quarta-Feira de Cinzas, começando na quinta-feira (23) e se estendendo até o sábado depois da folia, dia 4 de março. O Rio Vermelho promete ser o ponto de encontro dos foliões apaixonados por música eletrônica, que não dispensam as batidas de qualidade, sempre após o desfile dos blocos mais tradicionais, a partir das 23h59. Nesta segunda-feira (27), o local recebe os DJs Dani Toro (ESP), Ferrucio (CE) e Anne Louise.

  • 27/2
  • 23:59
  • San Sebastian Salvador
  • R$ 40


Raízes: Doces memórias do Vale do Capão

Nesta exposição, o artista plástico Salomão Zalcbergas retrata a forte relação do homem com suas raízes. Tendo como fonte de inspiração as memórias e a cultura do povoado do Vale do Capão, na Chapada Diamantina, suas obras trazem um contexto cuidadosamente construído, especialmente junto à natureza. O povoado local, consciente do valor do meio-ambiente, não permite a exploração predatória, natural ou cultural. A aceitação desse trabalho artístico, junto aquela comunidade, foi sendo construída ao longo dos últimos anos quando as pessoas passaram a se reconhecer, e a seus familiares, nas situações retratadas, pois cada obra traduz um fato, um costume, a fé, a lida na roça, as tradições. As paisagens, o jeito de andar dos nativos, de carregar coisas na cabeça, de se relacionar com o sagrado revela pelas mãos de Salomão, um universo cromático rico e inusitado. Seus murais também podem ser apreciados em exposição permanente, a céu aberto, em vários pontos no Capão.

  • Segunda à quinta até  28/02
  • 9h
  • Teatro SESC Casa do Comércio
  • Grátis

Notícias relacionadas