Cidade

Ato contra reforma da Previdência leva 50 mil pessoas às ruas do Campo Grande

Uma publicação postada no final da tarde desta terça-feira (15) no perfil oficial da Central Única dos Trabalhadores (CUT) estima que cerca de 50 mil pessoas se manifestaram na região do Campo Grande no protesto contra a reforma da Previdência, proposta pelo governo Temer.[Leia mais...]

[Ato contra reforma da Previdência leva 50 mil pessoas às ruas do Campo Grande]
Foto : Divulgação / Fernanda Gama

Por Laura Lorenzo no dia 15 de Março de 2017 ⋅ 18:08

Uma publicação postada no final da tarde desta terça-feira (15) no perfil oficial da Central Única dos Trabalhadores (CUT) estima que cerca de 50 mil pessoas se manifestaram na região do Campo Grande no protesto contra a reforma da Previdência, proposta pelo governo Temer. 

Os manifestantes saíram do Largo do Campo Grande por volta das 15h50 e chegaram à Praça Castro Alves, onde se reúnem, às 17h20. O protesto foi encerrado por volta das 18h10 por conta da chuva, mas ainda havia manifestantes na região da praça até pouco antes das 19h.

No ato, o presidente da CUT, Cedro Silva, discursou, por volta das 17h30. A manfiestação contou ainda com gritos de "Fora Temer" e com uma versão especial da música "Me Libera, Nega", de MC Beijinho, que foi rebatizada de "Me Libera, Temer". "Eu vou derrubar essa PEC, depois vou derrubar mais uma", cantaram os manifestantes. 

Notícias relacionadas

[São Paulo: Doria prorroga quarentena em SP até 22 de abril]
Cidade

São Paulo: Doria prorroga quarentena em SP até 22 de abril

Por Alexandre Galvão no dia 06 de Abril de 2020 ⋅ 15:00 em Cidade

​​​​​​​A determinação seguirá como a anterior, com o fechamento do comércio e mantendo apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança