Cidade

Vacinação no Colégio Militar inicia com atraso e gera longas filas na Pituba

Iniciada com atraso, a vacinação contra a febre amarela no Colégio Militar, na Pituba, gerou grandes filas no bairro, na manhã deste sábado (1). A previsão era que a imunização começasse às 8h, porém os portões foram abertos apenas às 9h30. Além do atraso, a população se deparou com o famoso jeitinho brasileiro. Para conter as pessoas que furavam a fila, Policiais Militares foram acionados. [Leia mais...]

[Vacinação no Colégio Militar inicia com atraso e gera longas filas na Pituba]
Foto : Leitor Metro1

Por Luiza Leão no dia 01 de Abril de 2017 ⋅ 10:18

Iniciada com atraso, a vacinação contra a febre amarela no Colégio Militar, na Pituba, gerou grandes filas no bairro, na manhã deste sábado (1). A previsão era que a imunização começasse às 8h, porém os portões foram abertos apenas às 9h30. Além do atraso, a população se deparou com o famoso jeitinho brasileiro. Para conter as pessoas que furavam a fila, Policiais Militares foram acionados. 

Ao Metro1, uma leitora que estava na fila desde às 7h contou que a demora para a realização dos atendimentos foi provocada por atraso na equipe de vacinação.  Um outro fator que potencializou o tempo de espera é que agentes militares e seus familiares foram os primeiros a receber doses do imunizante. Além disso, pessoas tentaram furar a fila.

 A leitora que estava acompanhada dos seus dois filhos, considerou a situação como desrespeitosa. "Um absurdo! Eles não tem prioridade! Falta de respeito total", disse ela. Um médico que aguardava na fila desde cedo, considerou a situação como uma "esculhambação". 

Notícias relacionadas