Cidade

Após acidente, Prefeitura vistoria risco de queda de árvores no Dique

A Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) está vistoriando o terreno e entorno das árvores que cercam o Dique do Tororó, após a queda de um galho de quatro metros que se desprendeu de um Flamboyant de aproximadamente 50 anos [Leia mais...]

[ Após acidente, Prefeitura vistoria risco de queda de árvores no Dique]
Foto : Divulgação/ Secom

Por Laura Lorenzo no dia 06 de Abril de 2017 ⋅ 15:34

A Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) está vistoriando o terreno e entorno das árvores que cercam o Dique do Tororó, após a queda de um galho de quatro metros que se desprendeu de um Flamboyant de aproximadamente 50 anos, na manhã desta quinta-feira (6), por conta das chuvas que atigem a cidade. Ninguém ficou ferido, mas por conta do acidente a Avenida Presidente Costa e Silva foi parcialmente obstruída, complicando o trânsito na região entre 10h e 11h

Desde o início de 2017, esta foi a décima árvore comprometida por conta das chuvas na cidade. A vistoria ocorre até o fim da tarde desta quinta, acompanhada do serviço de poda em todo o entorno do Dique. Ao final da operação, que envolve cerca de 40 homens e cinco veículos, todo o material recolhido, a previsão é de 5 toneladas, será encaminhado ao aterro sanitário da capital.

Do início deste ano até agora, a Codesal já recebeu 13 solicitações de emergência relacionadas a árvores caídas, cinco delas durante a Operação Chuva. De acordo com a pasta, ações de controle são realizadas diariamente. Em 2017, a Seman já realizou cerca de 12 mil podas, com a intensificação dos trabalhos desde o mês de janeiro, numa média de quatro mil controles mensais. Com o início da Operação Chuva, a meta é chegar a cinco mil por mês.

Notícias relacionadas