Cidade

Ipac quer tornar obrigatória a manutenção de casarões antigos por parte dos proprietários

O diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), João Carlos Oliveira, foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (27), e cobrou políticas municipais para tornar obrigatória a manutenção de casarões antigos por parte dos proprietários. [Leia mais...]

[Ipac quer tornar obrigatória a manutenção de casarões antigos por parte dos proprietários]
Foto : Reprodução/TV Bahia

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 27 de Abril de 2017 ⋅ 09:19

O diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), João Carlos Oliveira, foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (27), e cobrou políticas municipais para tornar obrigatória a manutenção de casarões antigos por parte dos proprietários. 'Consertar uma telha, pintar uma fachada, se fizer isso periodicamente não é caro. O problema é que isso não foi feito durante décadas, isso foi um processo vicioso de anos de falta de conservação. Uma série de casarões abandonados, fica difícil', disse ao se referir ao desabamento de um imóvel na Ladeira da Soledade.

'A preservação do patrimônio cultural é importante. O Ipac tem que preservar, o Ipac prima pelo lado técnico. A gente tem que ter a compreensão de que o Ipac faz política de conservação para a Bahia toda. Temos que compreender nossos papéis', acrescentou.

Oliveira ainda afirmou buscar respostas sobre os imóveis que correm risco de desabar. 'Estamos notificando a prefeitura de Salvador, queremos saber quais os 250 imóveis que estão prestes a desmoronar. Queremos saber onde estão esses imóveis, em que áreas estão?', acrescentou.

Notícias relacionadas