Cidade

Grupo diz que polícia agiu com truculência em protesto na BA-099; PM nega

Um grupo que protesta contra as reformas trabalhista e da Previdência acusou a Polícia Militar de agredir os manifestantes, na manhã desta sexta-feira (28), na BA-099, a Estrada do Coco, em Lauro de Freitas. Segundo relatos, a abordagem foi truculenta e tiros de borracha foram disparados contra os membros do ato. [Leia mais...]

[Grupo diz que polícia agiu com truculência em protesto na BA-099; PM nega]
Foto : Reprodução/Correio

Por Gabriel Nascimento no dia 28 de Abril de 2017 ⋅ 11:34

Um grupo que protesta contra as reformas trabalhista e da Previdência acusou a Polícia Militar de agredir os manifestantes, na manhã desta sexta-feira (28), na BA-099, a Estrada do Coco, em Lauro de Freitas. Segundo relatos, a abordagem foi truculenta e tiros de borracha foram disparados contra os membros do ato. Os manifestantes tentaram bloquear a entrada do Aeroporto.

Em nota, a PM informou que havia firmado acordo com o grupo para realizar bloqueios de \'modo intercalado\', na região do terminal. Segundo a PM, durante a tentativa de bloqueio, os manifestantes foram impedidos por agentes. A princípio teriam se negado a liberar a via. Depois, concordaram em não interditar a área permanentemente. A corporação destacou ainda que não efetuou disparos de bala de borracha.

Notícias relacionadas