Cidade

Falsificação de cartelas de Zona Azul é realidade em Salvador; aprenda a identificar para não ser multado

O Jornal da Metrópole desta semana detalhou os problemas da Zona Azul de Salvador, a começar pela exigência de compra das antiquadas cartelas de papel, em pleno 2017. Uma das denúncias que chegou à Metrópole foi a de que há falsificação dos comprovantes de pagamento por parte de guardadores. Aprenda a identificar a cartela verdadeira:

[Falsificação de cartelas de Zona Azul é realidade em Salvador; aprenda a identificar para não ser multado]
Foto : Arte/Metropress

Por Felipe Paranhos no dia 11 de Maio de 2017 ⋅ 17:17

O Jornal da Metrópole desta semana detalhou os problemas da Zona Azul de Salvador, a começar pela exigência de compra das antiquadas cartelas de papel, em pleno 2017. Uma das denúncias que a Metrópole apurou foi a de que há falsificação dos comprovantes de pagamento por parte de guardadores, que embolsam o dinheiro pago pelos clientes e entregam a cartela adulterada. Quando o agente da Transalvador chega, observa a falsificação e multa o motorista — embora a culpa pela falsificação, em grande parte, seja da própria autarquia, que permite um sistema tão arcaico na era das impressoras e dos scanners.

Aprenda a identificar a cartela verdadeira, usando como exemplo uma falsa, de curta duração, a que a Metrópole teve acesso:

 

Notícias relacionadas