Cidade

Advogado da CL diz que lancha foi vistoriada pela Capitania no dia 20 de agosto

Advogado da empresa CL Transporte Marítimo, responsável pela embarcação Cavalo Marinho I, que virou na última quinta-feira (24) deixando 19 passageiros mortos, conversou com José Eduardo na manhã desta terça-feira (29) e assegurou que a embarcação estava regular e que foi vistoriada pela Capitania dos Portos no dia 20 de agosto [Leia mais...]

[Advogado da CL diz que lancha foi vistoriada pela Capitania no dia 20 de agosto]
Foto : Alberto Maraux | SSP

Por Bárbara Silveira e Gabriel Nascimento no dia 29 de Agosto de 2017 ⋅ 08:23

Manoel Pinto, advogado da empresa CL Transporte Marítimo, responsável pela embarcação Cavalo Marinho I, que virou na última quinta-feira (24) deixando 19 passageiros mortos, conversou com José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (29) e assegurou que a embarcação estava regular e que foi vistoriada pela Capitania dos Portos no dia 20 de agosto.

"Os 5 barcos da empresa estão em regularidade. Todos estão em perfeita ordem de embarcação e de uso. A Capitania dos Portos é atuante, presente, e sempre tem boa fiscalização. Em agosto a Capitania fez uma fiscalização de emergência e o barco que caiu na fiscalização foi justamente Cavalo Marinho I. Foi comprovada sua regularidade em todos os níveis. Podemos ajudar a vencer esse momento, atribuir responsabilidade sim, mas culpa não. Agora é ajudar todos, vencer o momento e voltar a vida normal dentro do possível", disse.

Ainda segundo o advogado, a lei não obriga a empresa a realizar seguros de vida para os passageiros e nenhuma seguradora tem interesse no negócio. "Na embarcação a exigência legal não existe, o seguro obrigatório não existe. O convencional, infelizmente, nenhuma seguradora se arrisca a fazer. Todas (as seguradoras) foram consultadas várias vezes e não se obteve resultado de apólice nesse sentido. Os coletes estavam armazenados da forma adequada", argumentou. 

Notícias relacionadas