Cidade

Souto diz que Neto quis mostrar "confiança" ao garantir R$1,5 bilhão em caixa

Secretário da Fazenda Municipal, Paulo Souto tentou explicar, em entrevista a Mário Kertész nesta terça-feira (26), a afirmação do prefeito ACM Neto (DEM) que garantiu, durante Fórum Nacional, na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro, que a capital baiana possui R$1,5 bilhão em caixa [Leia mais...]

[Souto diz que Neto quis mostrar
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Bárbara SIlveira e Matheus Morais no dia 26 de Setembro de 2017 ⋅ 08:46

Secretário da Fazenda Municipal, Paulo Souto tentou explicar, em entrevista a Mário Kertész nesta terça-feira (26), a afirmação do prefeito ACM Neto (DEM) que garantiu, durante Fórum Nacional, na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro, que a capital baiana possui R$1,5 bilhão em caixa. "O prefeito quis apenas mostrar uma garantia para os funcionários, mostrar para os fornecedores que tenham confiança na prefeitura. A previsão de hoje é que vamos arrecadar R$ 300 milhões a menos que o ano passado", argumentou.

O secretário lembrou ainda a situação do Rio de Janeiro para explicar a tática adotada por Neto. "Essa situação do caixa que levou algumas administrações a ficarem no caos absoluto. Como o Rio de Janeiro, por exemplo. Então, em caixa, ao que prefeito se referiu, é a segurança que a prefeitura vai continuar pagando seus compromissos em dia. Nós temos que nos prevenir, um caixa significa uma reserva para pagar o 13º, restos a pagar. Isso significa que os projetos que estão sendo tocados pela prefeitura terão condições de ser pagos. Nós vamos chegar ao final do ano com em torno de R$ 300 milhões a menos que o ano passado.  A prefeitura tem que se precaver. É preciso ter cuidado", completou.

Notícias relacionadas

[Vacina de Oxford contra a Covid-19 será testada em Salvador]
Cidade

Vacina de Oxford contra a Covid-19 será testada em Salvador

Por Kamille Martinho no dia 10 de Julho de 2020 ⋅ 17:20 em Cidade

Os 5 mil voluntários que serão selecionados devem ter entre 18 a 55 anos, pessoas que tenham uma alta exposição ao vírus, além de não terem sido contaminados até agora