Cidade

Ofendido com IPTU e declaração de Neto, empresário publica carta aberta em jornal

Aprovada na semana passada, a minirreforma tributária continua rendendo polêmica. Insatisfeito com o projeto de lei que reformulou, entre outros tributos, o IPTU, o sócio da Valfran Empreendimentos, Jessé Amorim, publicou uma carta aberta no Jornal A Tarde desta segunda-feira (21) em que se diz "bastante ofendido" com a declaração do prefeito ACM Neto (DEM) sobre a oposição de empresários a mudanças na tributação municipal. [Leia mais...]

[Ofendido com IPTU e declaração de Neto, empresário publica carta aberta em jornal]
Foto : Divulgação

Por Luiza Leão no dia 02 de Outubro de 2017 ⋅ 16:56

Aprovada na semana passada, a minirreforma tributária continua rendendo polêmica. Insatisfeito com o projeto de lei que reformulou, entre outros tributos, o IPTU, o sócio da Valfran Empreendimentos, Jessé Amorim, publicou uma carta aberta no Jornal A Tarde desta segunda-feira (21) em que se diz "bastante ofendido" com a declaração do prefeito ACM Neto (DEM) sobre a oposição de empresários a mudanças na tributação municipal.

"Sinto-me, como pequeno/médio empresário e democrata, bastante ofendido aos meus 86 anos, tendo em vista considerar-me uma pessoa digna, cumpridora dos meus deveres para com meus empregados, com o governo e de todos os demais segmentos. Não pertenço a ʹminoria dos empresários contra as mudançasʹ e ʹinimigo da cidadeʹ", publicou.

Na última semana, o prefeito afirmou que apenas uma minoria de "empresários ricos" é contra a atualização do IPTU feita pelo seu governo em 2013 e que por isso tenta derrubar as mudanças na Justiça. "Tem 1% dos empresários ricos donos de terreno em Salvador que estão querendo quebrar a cidade e inviabilizar os investimentos. Tirar o oxigênio de obras que beneficiam, sobretudo, a população mais carente", afirmou.

Em entrevista ao Metro1, o empresário disparou críticas a ACM Neto que os governantes brasileiros deveriam se preocupar mais com a população.

"Com todo o respeito que eu tenho pelo prefeito, achei que isso, ele como um democrata, não teria essa postura. Porque a gente sustenta, principalmente os empresários médio e pequeno, toda essa turma. Não temos quem nos defenda. Há muita dificuldade hoje para um sujeito manter uma empresa de qualquer ramo aberta. Então, eu acho que todos os prefeitos, governadores, quem quer que sejam as autoridades, deveriam pensar um pouco melhor. Como fazem os países mais adiantados. Em vez de apertar, de discriminar essas coisas, eles deveriam dar um apoio, procurar para dar um apoio. Mas eles nem sequer recebem a gente. Eu mesmo tentei várias vezes mas não consegui falar. De forma que a minha maneira única foi ir no A Tarde e pagar a matéria e publicar. Eu fico triste com isso e acho que na democracia não existe nada melhor nesse mundo do que a liberdade de pensamento, de religião, de tudo", falou ao Metro1.

Jessé Amorim, acredita que após a reformulação do IPTU, algumas taxas não serão suportáveis para o contribuinte. "Os reajustes, uns são suportáveis até para aqueles que querem colaborar. Outros não, outros são absurdos que você fica sem condições de levar um conhecimento. Porque há um trancamento, uma falta de consideração com o contribuinte e que nós não podemos ter acesso à autoridade para pelo menos levar uma opinião. E isso é anti democrático, eu não acho que é por aí que nós devamos levar o nosso país. É uma coisa que a gente fica completamente confuso, né, com o procedimento dessas pessoas que a gente pensa que são democratas e às vezes demonstram de uma forma, quando no poder, diferente", concluiu.

Notícias relacionadas