Cidade

Aeroporto de Salvador terá mudanças no esquema de check-in e novos voos

A situação ainda está longe do ideal, mas é inegável que Salvador tem recebido, nos últimos tempos, boas notícias sobre o seu aeroporto. Na última quarta-feira (11), o presidente do Conselho da Vinci Airports no Brasil, José Luís Menghini, esteve no Metrópole Turismo e revelou algumas das ações da concessionária, que está comandando o aeroporto em transição com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) [Leia mais...]

[Aeroporto de Salvador terá mudanças no esquema de check-in e novos voos]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Felipe Paranhos no dia 13 de Outubro de 2017 ⋅ 11:26

A situação ainda está longe do ideal, mas é inegável que Salvador tem recebido, nos últimos tempos, boas notícias sobre o seu aeroporto. Na última quarta-feira (11), o presidente do Conselho da Vinci Airports no Brasil, José Luís Menghini, esteve no Metrópole Turismo e revelou algumas das ações da concessionária, que está comandando o aeroporto em transição com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

“Alguns elevadores já estão funcionando e o ar-condicionado também. Em curto prazo, as melhorias passam pelo ar condicionado e pelos elevadores. O que os passageiros também precisam é de um wi-fi rápido, que não funcione mediocremente; Em um prazo mediano, pretendemos melhorar a segurança, a disciplina externa também dos agentes que trabalham. Brevemente teremos 15 mil metros quadrados extras de shopping. Teremos 23 fingers [estruturas em túnel que ligam o terminal aos aviões] também”, declarou.

“Tratando de paciente vivo”
Menghini destacou a necessidade de a Vinci agir com celeridade, dada a situação do aeroporto: “A gente tem que começar a trabalhar de imediato. Estamos tratando de um paciente vivo, que vai permanecer vivo. Vamos fazer uma ampliação, mas o aeroporto tem de continuar funcionando bem. Manter o que tem funcionado bem e fazer um novo aeroporto.”

Banheiros: “O maior problema é cultural”
O presidente do Conselho da Vinci afirmou que, além de melhorar os banheiros, vai ser necessário implementar uma nova cultura para o usuário soteropolitano. “O maior problema é cultural, é mudar a cabeça das pessoas. Ser eficiente qualquer um consegue; ser eficaz é bem mais difícil. Vamos implementar uma nova cultura de serviço. Quem vai ao banheiro não tem uma experiência agradável. Vamos ter de educar as pessoas para que tratem os banheiros do aeroporto como se fossem os banheiros de casa”, falou.

Mudanças no check-in
Menghini revelou que vai fazer alterações na estrutura do check-in, reformada após a Copa do Mundo de 2014. “As ilhas atuais dificultam a circulação de pessoas. Elas estão na transversal. Os locais de check-in serão horizontais e teremos escadas para um grande shopping center de embarque. Pretendemos controlar melhor o estacionamento. Um aeroporto sem segurança não dá. A Prefeitura e o Estado estão ajudando para melhorar. Estamos fazendo uma série de discussões com a Transalvador e pretendemos colocar mais câmeras. As pessoas precisam saber que são controladas”, criticou.

Notícias relacionadas

[Salvador recebe Semana do Clima; veja programação]
Cidade

Salvador recebe Semana do Clima; veja programação

Por Metro1 no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 11:20 em Cidade

Evento reúne líderes, formuladores de políticas, atores regionais e globais para discutir ações climáticas para a América Latina e o Caribe