Cidade

Neto fala em "exageros" e diz ser contra porte de armas para agentes da Transalvador

Até o prefeito ACM Neto (DEM) é contra o porte de armas para agentes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). Em entrevista a Record TV nesta quarta-feira (18), Neto citou "exageros" e condenou a medida. “Sou contra que agentes de trânsito portem armas de fogo [Leia mais...]

[ Neto fala em
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 18 de Outubro de 2017 ⋅ 09:02

 Até o prefeito ACM Neto (DEM) é contra o porte de armas para agentes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). Em entrevista a Record TV nesta quarta-feira (18), Neto citou "exageros" e condenou a medida. “Sou contra que agentes de trânsito portem armas de fogo. Temos uma Transalvador muito mais qualificada. Os agentes estão submetidos a grande pressão, mas isso não significa certos exageros. Mesmo que essa lei seja sancionada, não pretendemos implementá-la em Salvador”, garantiu o democrata.

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, também é contra a medida. Em entrevista à Rádio Metrópole, Barbosa disse que dar armas aos agentes é um erro. "Eu sou contra, não tem nada que justifique um agente de trânsito andar armado. Primeiro que vai ser alvo de bandido para roubar arma de agente de trânsito. Nós já temos a Guarda Municipal que está armada. É um risco muito grande, coloca em risco a vida das pessoas e dos próprios agentes de trânsito. Eu acho um risco extremamente grande, desnecessário", disse.

Após a aprovação da Câmara dos Deputados, o Senado também aprovou o projeto que libera o porte de arma de fogo para agentes de trânsito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios quando eles estiverem em serviço. Em um vídeo gravado após a aprovação do projeto, funcionários da Transalvador comemoram a decisão em Brasília. O vídeo gerou questionamentos de internautas soteropolitanos. Nas imagens, é possível ver os servidores comemorando e pulando com euforia diante da aprovação do texto. Ao lado de outros agentes de trânsito, o presidente da Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito (ASTRAN), André Camilo, enalteceu a conquista e declarou que o projeto atende a uma "necessidade" dos servidores municipais.

Notícias relacionadas