Cidade

Laudo diz que Centro de Convenções desabou por falta de manutenção

O motivo do desmoronamento de parte da fachada do Centro de Convenções da Bahia (CCB), em setembro do ano passado, foi a falta de manutenção do equipamento, foi o que indicou o laudo pericial solicitado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), a pedido do jornal Correio. [Leia mais...]

[Laudo diz que Centro de Convenções desabou por falta de manutenção]
Foto : Tácio Mereira/Metropress

Por Jessica Galvão no dia 09 de Novembro de 2017 ⋅ 13:50

O motivo do desmoronamento de parte da fachada do Centro de Convenções da Bahia (CCB), em setembro do ano passado, foi a falta de manutenção do equipamento, foi o que indicou o laudo pericial solicitado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), a pedido do jornal Correio.

"Os peritos concluem ainda que, a falta de manutenção adequada da estrutura proporcionou efeitos irreversíveis na oxidação do aço, o que causou o rompimento da estrutura no local do acidente”, informou um trecho do laudo.

Ainda segundo a publicação, as estruturas que romperam foram dois tirantes (estrutura de aço) que, de acordo com o documento, tinham espessura menor do que prevista no projeto original do Centro de Convenções.

Devido a estrutura em estado de corrosão avançado, o laudo indica "a interdição do imóvel até que seja feita a análise total da estrutura com objetivo de avaliar a necessidade de sua recuperação ou demolição".

O documento é assinado por três peritos criminais: Roberto Muiños Ventin, Cláudio Fernando Silva Macedo e Paulo Geraldo Mendes Botelho, datado do dia 17 de maio de 2017.

Confira documento:

Notícias relacionadas