Cidade

Monumento que marca os 36 anos da Lei da Anistia é inaugurado em Salvador

Com o objetivo de preservar a memória dos baianos que lutaram contra a ditadura entre os anos de 1964 a 1985, o governo do estado inaugurou um monumento que marca os 36 anos da Lei da Anistia. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Secom/Bahia

Por Bárbara Silveira no dia 29 de Agosto de 2015 ⋅ 17:00

Com o objetivo de preservar a memória dos baianos que lutaram contra a ditadura entre os anos de 1964 a 1985, o governo do estado inaugurou um monumento que marca os 36 anos da Lei da Anistia.

Instalado no Campo da Pólvora, o Monumento aos Mortos e Desaparecidos Políticos na Bahia é assinado pelo artista plástico Ray Viana e uma realização do Comitê Baiano Pela Verdade e do Grupo Tortura Nunca Mais Bahia. Entre os homenageados está Carlos Marighella. "Era chegada a hora da Bahia prestar uma homenagem a estes heróis", disse Carlos Augusto Marighella, filho do líder comunista e ex-parlamentar baiano morto em 1969.

 

Notícias relacionadas

[Ufba fica sem luz após roubo de cabos]
Cidade

Ufba fica sem luz após roubo de cabos

Por Kamille Martinho no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 14:20 em Cidade

Assessoria da universidade afirma que novo material já está sendo providenciado