Cidade

Violência: loteamento Aquarius vira o paraíso dos assaltantes de carro

Não bastasse o drama das visitas frequentes à avó internada no Hospital da Bahia, o estudante de engenharia Ricardo Moreira teve seu veículo tomado de assalto, na última semana, ao tentar estacionar nas proximidades da unidade de saúde, que fica no Loteamento Aquarius, na Pituba. Era início de manhã quando ele e sua irmã foram abordados por um homem bem vestido que surgiu discretamente. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Skyscrapercity

Por Ticiane Bicelli no dia 30 de Agosto de 2015 ⋅ 14:00

Não bastasse o drama das visitas frequentes à avó internada no Hospital da Bahia, o estudante de engenharia Ricardo Moreira teve seu veículo tomado de assalto, na última semana, ao tentar estacionar nas proximidades da unidade de saúde, que fica no Loteamento Aquarius, na Pituba. Era início de manhã quando ele e sua irmã foram abordados por um homem bem vestido que surgiu discretamente. 

“O guardador estava se aproximando para fazer a cobrança, quando o sujeito anunciou o assalto e sacou uma arma. O guardador e os seguranças do hospital viram e saíram correndo assustados. O assaltante era branco, malhado, postura ereta, calça jeans, barba feita, cabelo penteado, bem apresentável, alguém que a gente nunca desconfiaria que fosse um bandido”, declarou Moreira. 

De acordo com o estudante, o bandido agiu com calma e ousadia. “Ele teve a cara de pau de se abaixar, na maior tranquilidade, para pegar o celular que havia caído embaixo do carro, parecendo que não havia policiamento e  que nada iria acontecer”, relatou. E não tem acontecido mesmo.

Assaltado reclama; polícia confirma atraso

Moreira relatou que a polícia foi acionada imediatamente, mas o pedido foi em vão. “A situação está complicada. Não vemos policiamento. Ligamos para a Polícia, mas eles demoraram a passar. O guardador comentou que crimes são constantes ali. Quando fui à delegacia, o próprio policial confirmou a onda de insegurança”. 

O Major André Borges, Comandante da Operação Apolo, afirmou que o caso de Ricardo foi uma fatalidade. “A Pituba está entre os cinco bairros com maior índice de roubos a veículos. A viatura atrasou o início da ronda na última sexta em função de outra situação”, disse.

Segundo no mesmo lugar

Por ironia do destino ou por fragilidade na segurança pública, em menos de um mês esse é o segundo veículo da família de Ricardo Moreira roubado na mesma região. O primo do estudante de engenharia também foi abordado por assaltantes quando tentava acessar o estacionamento do seu prédio, localizado nas imediações do Hospital da Bahia. “Ele estava com a irmã e a secretária quando mandaram eles descerem do carro. Pelas características que ele deu, parecia até o mesmo assaltante. Meu tio também mora por ali e presenciou um assalto a uma mulher há cerca de dois meses. Ele começou a gritar da janela de casa ‘ladrão!’ e o criminoso saiu correndo”, acrescenta.

Major pede menos “facilitação” das pessoas

Mesmo com tantos casos, o Major André Borges garante que a ronda da PM é eficiente e inibe ações na localidade. Ele pede, porém, mais cautela e atenção da população, que “também precisa contribuir de alguma forma”. “Ao estacionar, deve-se olhar, perceber se tem algum elemento em atitude suspeita e evitar estacionar naquele momento. Dê uma volta até que haja uma melhor oportunidade. Muitas das vezes há uma facilitação”, conclui.

Números crescentes

Os casos de roubos e furtos a veículos são frequentes e crescentes nas proximidades da unidade de saúde. Neste ano, já foram 20 registros apenas no Loteamento Aquarius.  De acordo com as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), só na área que abrange Caminho das Árvores, Itaigara e Pituba, 214 veículos foram roubados e outros 21 furtados no primeiro semestre de 2015. A tendência é a de que o número total de 2015 supere 2014, que já foi mais alto que o de 2013. 

As estatísticas deixam de fora situações como a do empresário Francisco Carvalho: “Parei para fazer uma aula no Hospital da Bahia e, quando retornei, meu carro estava arrombado, com o vidro quebrado. Tinham levado minha mochila com um computador. O segurança apenas comentou que um veículo havia sido arrombado e, quando me dei conta, infelizmente era o meu”.

Notícias relacionadas

[Ufba fica sem luz após roubo de cabos]
Cidade

Ufba fica sem luz após roubo de cabos

Por Kamille Martinho no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 14:20 em Cidade

Assessoria da universidade afirma que novo material já está sendo providenciado