Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Médica que atropelou e matou professora alega à polícia que perdeu a consciência

De acordo com Rute, ela foi diagnosticada fibrilação arterial, que é uma espécie de falha nos batimentos do coração – no entanto, não houve recomendação para que ela deixasse de dirigir. [Leia mais...]

[ Médica que atropelou e matou professora alega à polícia que perdeu a consciência]
Foto : Reprodução/TV Bahia

Por Clara Rellstab no dia 23 de Março de 2018 ⋅ 15:40

Em depoimento à polícia, a médica Rute Queiroz, suspeita de homicídio culposo no acidente que matou a professora de balé Geovanna Alves Lemos, disse que perdeu a consciência e não lembra do ocorrido – o episódio aconteceu no último dia 15.

Segundo a TV Bahia, a médica afirmou no depoimento que, por um problema de saúde, em novembro do ano passado, ela já tinha perdido a consciência outra vez, mas dentro de casa.  

De acordo com Rute, ela foi diagnosticada fibrilação arterial, que é uma espécie de falha nos batimentos do coração – no entanto, não houve recomendação para que ela deixasse de dirigir.

A previsão da Polícia Civil é de que as investigações sejam concluídas daqui a três semanas. A médica foi liberada após pagamento de fiança.

O acidente - A situação ocorreu na Avenida ACM, no bairro da Pituba. Geovanna Lemos estava na garupa de um mototáxi a caminho da escola de dança onde trabalhava, quando foi atingida pelo veículo.

Notícias relacionadas