Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Motorista de aplicativo é esfaqueada 16 vezes por assaltantes em Salvador

A fisioterapeuta e motorista do aplicativo 99Pop, Lohanne Nouara Lima Santos, de 23 anos, foi esfaqueada na noite de ontem (28) por assaltantes que se passaram por passageiros durante uma corrida no bairro de Brotas, em Salvador. [Leia mais...]

[Motorista de aplicativo é esfaqueada 16 vezes por assaltantes em Salvador]
Foto : Divulgação/ 99 Táxis

Por Tayane Rodrigues no dia 29 de Março de 2018 ⋅ 18:40

A fisioterapeuta e motorista do aplicativo 99Pop, Lohanne Nouara Lima Santos, de 23 anos, foi esfaqueada na noite de ontem (28) por assaltantes que se passaram por passageiros durante uma corrida no bairro de Brotas, em Salvador. 

A vítima, que ficou desacordada por cinco minutos, ainda dirigiu até a faculdade de uma amiga, que a levou ao HGE, onde recebeu mais de 60 pontos nos ferimentos espalhados pela barriga, peito e braço. A jovem recebeu alta hoje (29).

Em entrevista ao jornal Correio, a condutora relatou que o episódio será para sempre um trauma. “Eu tô aqui ainda meio sem entender nada. Estou me sentindo estranha. Nunca vou esquecer isso porque, meu Deus, eles me deram 16 facadas por causa de um celular”, contou.

Ela contou que o serviço teria sido solicitado por uma mulher para dois rapazes. O destino da viagem seria a UPA de Brotas, porém, no meio do trajeto, os passageiros mudaram o caminho e pediram para que ela entrasse em uma rua atrás do Hospital Aristides Maltez, onde aconteceu o crime.

“Logo que parei onde eles pediram, o que estava atrás me deu uma gravata, na tentativa de me enforcar, e o que estava no banco do carona já começou a socar minha barriga. Então eu senti a primeira facada, e as outras, sem parar”, relatou durante entrevista.

O aplicativo 99 POP informou, por meio de nota, que após o assalto o perfil do passageiro responsável pela chamada foi bloqueado da plataforma. A empresa ainda se mostrou dísponível para colaborar com as investigações.

Notícias relacionadas