Cidade

Sindicalistas fecham garagens da OT Trans até às 8h e ônibus não circulam em parte da cidade

A categoria pleiteia 6% de aumento salarial, 6% de aumento no tíquete-alimentação, aumento de número de dependentes no plano de saúde e contratação de mais mulheres

[Sindicalistas fecham garagens da OT Trans até às 8h e ônibus não circulam em parte da cidade]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Maio de 2018 ⋅ 06:22

Integrantes do Sindicato dos Rodoviários fecharam, na manhã de hoje (16), as garagens da OT Trans, em Salvador. A empresa de ônibus, que fica em Campinas de Pirajá, atende a diversos bairros de Salvador, como Tancredo Neves, Mata Escura, Saboeiro, Cabula e Pernambués.

“Vamos ficar até às 8h, pois estamos em um trabalho de conscientização da nossa categoria. Estamos nos articulando também com outros sindicatos, como do setor intermunicipal, de fretamento e locadores e do sul da Bahia”, afirmou, ao Metro1, Tiago Ferreira, diretor de Formação do grupo.

Ainda segundo o sindicalista, amanhã (17) o grupo vai realizar uma passeata às 3h30 da tarde, com saída da sede do Sindicato dos Bancários. “Vamos ter nossa assembleia e depois vamos sair em caminhada. Estamos conversando, apostando na negociação, mas preparando nosso exército para a luta”, avisou.

A categoria pleiteia 6% de reajuste salarial, 6% de aumento no tíquete-alimentação, incremento de número de dependentes no plano de saúde e contratação de mais mulheres.

Notícias relacionadas