Cidade

Promotor contesta fala de Neto sobre BRT: 'Pessoas não devem ser ouvidas?'

Heron Gordilho afirmou que "faltou debate, participação" da população e de profissionais da engenharia e arquitetura.

[Promotor contesta fala de Neto sobre BRT: 'Pessoas não devem ser ouvidas?' ]
Foto : Divulgação

Por Gabriel Nascimento no dia 24 de Maio de 2018 ⋅ 09:41

O promotor do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Heron Gordilho, contestou os argumentos utilizados pela Prefeitura de Salvador para minimizar as manifestações contra o Bus Rapid Transit (BRT). Em entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, ele afirmou que "faltou debate, participação" da população e de profissionais da engenharia e arquitetura.

"O que percebi como grande demanda dos ambientalistas, professores universitários e até Caetano Veloso, um grande intelectual, foi o diálogo. Será que todas essas pessoas estão erradas e não devem ser ouvidas? Tem que discutir, tem que ouvir", questionou.

De acordo com Gordilho, o MP tenta intermediar as conversas e solicitou o impedimento das obras por enquanto. Indo contra a fala de ACM Neto (DEM), que classificou os atos como políticos e compostos por quem não vai depender do BRT, o promotor disse: "Todo mundo que eu ví, mora aqui. Eu moro na Barra, sou promotor, pego um táxi e vou até a Avenida Paralela. Para mim é ótimo. E os outros?", concluiu.

 

Notícias relacionadas

[Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos]
Cidade

Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos

Por Juliana Almirante/ Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 08:00 em Cidade

De acordo com a assessoria do Comando do 2º Distrito Naval, a Capitania dos Portos foi acionada e ainda apura informações