Cidade

Prefeitura manifesta desejo para gerir praias de Salvador; medida possibilita retorno das barracas

Segundo o chefe da Sedur, Sérgio Guanabara, a gestão municipal está em avançadas tratativas com a Superintendência do Patrimônio da União na Bahia (SPU), que gere as praias urbanas do país

[Prefeitura manifesta desejo para gerir praias de Salvador; medida possibilita retorno das barracas]
Foto : Arquivo/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 31 de Maio de 2019 ⋅ 09:38

A Prefeitura de Salvador, por meio da secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador, manifestou o desejo de gerir as praias do município, possibilitando o retorno das barracas de praia que existiam na capital baiana. Segundo o chefe da pasta, Sérgio Guanabara, a gestão municipal está em avançadas tratativas com a Superintendência do Patrimônio da União na Bahia (SPU), que gere as praias urbanas do país. A informação foi divulgada pelo portal Bahia Notícias e confirmada pelo Metro1.

A medida foi viabilizada após uma portaria publicada no ano passado no Diário Oficial da União. Salvador não tem barracas de praia desde 2010, período em que um imbróglio judicial deu origem à derrubada de mais de 350 barracas instaladas nas areias soteropolitanas.

"Estávamos tratativas junto à SPU desde que o atual superintendente, o coronel Salomão, tomou posse. Tivemos duas reuniões sobre o tema. Da parte do SPU não há a menor resistência em fazer a cessão das praias para a gestão da prefeitura. O prefeito já manifestou o desejo. O documento de manifestação dessa vontade já foi assinado e será encaminhado ao superintendente. Ele me informou que a análise será célere e ágil, dado o desejo do Executivo fazer a gestão dessas praias", afirmou o secretário Guanabara, em entrevista ao Metro1.

Na avaliação do chefe da Sedur, as ações do município na faixa litorânea serão ampliadas com a possibilidade de utilizar a área que hoje não possui barracas. "Salvador vem qualificando toda a sua borda atlântica ao longo do tempo e essa área de areia estava sob a competência do SPU, o que nos impedia de realizar muitas dos nossos desejos de requalificação desse espaço urbano. É uma decisão acertada do prefeito, que amplia essa área de praia a possibilidade de Salvador vir a realizar os projetos de natureza urbanística em prol de nossa sociedade. As coisas estão andando, acho que em um curto espaço de tempo estaremos condição de realizar a gestão sobre as praias", declarou.

Notícias relacionadas