Cidade

Setor hoteleiro de Salvador apresenta taxa de ocupação abaixo do esperado

"Isso revela as grandes dificuldades financeiras por que passa a hotelaria, profundamente afetada pela crise da companhia aérea Avianca",comenta Glicério Lemos, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Seção Bahia (ABIH-BA)

[Setor hoteleiro de Salvador apresenta taxa de ocupação abaixo do esperado]
Foto : Divulgação/ABIH

Por Kamille Martinho no dia 07 de Junho de 2019 ⋅ 16:40

O setor hoteleiro de Salvador entra na temporada de baixa estação com um resultado positivo, mas abaixo do esperado pela categoria. A taxa de ocupação do mês de maio teve um aumento de 2,24% em relação ao mesmo período do ano passado (47,60%). 

“Esperávamos números mais expressivos pois essa ociosidade de 52,4% revela as grandes dificuldades financeiras por que passa a hotelaria, profundamente afetada pela crise da companhia aérea Avianca, que resultou no cancelamento de voos e na alta de preços das passagens nas últimas semanas. Em alguns casos, o valor das passagens aéreas mais que dobrou, afetando diretamente o desempenho do setor hoteleiro”, afirma Glicério Lemos, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Seção Bahia (ABIH-BA).

Lemos ainda destaca as ações realizadas para evitar que a crise da Avianca afete ainda mais o setor soteropolitano. "A ABIH-BA está investindo em Road Shows de capacitação para operadores e agentes nos principais mercados emissores, em pareceria com a Prefeitura. Desde março deste ano estamos também realizando FAM Shows, trazendo operadores para conhecer as novidades de Salvador", concluiu.

A entidade também firmou acordo de parceria com a Associação Brasileira de Operadores de Turismo (Braztoa) com o intuito de aumentar o fluxo de turistas.

Notícias relacionadas